Topo

UOL Esporte vê TV


Denílson diverge de Jorge Jesus sobre técnicos, mas pondera: "Trairagem"

Denílson durante o Jogo Aberto  - false
Denílson durante o Jogo Aberto

Do UOL

12/09/2019 12h57

Denílson foi mais um a discordar da declaração e Jorge Jesus a respeito dos técnicos brasileiros. Durante o Jogo Aberto desta quinta, o comentarista falou sobre a entrevista do português à revista francesa 'So Foot', realizada em 2018, mas divulgada apenas nos últimos dias. Na ocasião, o comandante do Flamengo afirmou que os treinadores brasileiros estão ultrapassados.

"Primeiro, trairagem. Uma entrevista (feita) há um ano e os caras soltaram agora...Trairagem. Agora, o Renato Gaúcho está ultrapassado? O Mano Menezes está ultrapassado? O Felipão está ultrapassado? Estou citando os últimos campeões. O Felipão é o último treinador brasileiro, como está ultrapassado? O Mano Menezes acabou de ganhar a Copa do Brasil. O Carille está ultrapassado? O Tite é ultrapassado?", questionou o ex-jogador.

"Não é assim. Talvez, alguns estejam (ultrapassados), mas em todos os lugares, não (só) no Brasil. A maioria, esses caras que são renomados, reconhecidos, a gente sabe que eles se dedicam", completou a apresentadora Renata Fan.

"E, como todos os treinadores, tem seus momentos ruins e bons. Ele (Jorge Jesus) foi mal. Está vivendo um momento agora e, de repente, seria legal da parte do Jorge Jesus vir a público e dar uma declaração, porque é uma trairagem o que fizeram com ele", completou Denílson, descontente com a demora na publicação da entrevista.

Pouco depois, ao ver que a pesquisa do programa concordava, majoritariamente, com a fala de Jorge Jesus, Denílson voltou a defender os técnicos brasileiros.

"Às vezes, o momento que o futebol brasileiro passa também faz com que o torcedor pense dessa forma, de treinadores ultrapassados, mas, na minha visão, não", disse o comentarista.

"Com certeza o Jorge Jesus está aprendendo algo aqui. Não está só ensinando algo. E outra, mais do que obrigação, com o time que está, jogar como vem jogando. Seria ruim estar com o time que está e não jogar. (...) Se chega no final do Brasileiro e não ganhar nada, quem vai ser o ultrapassado?", questionou.

Além de Denílson, Muricy Ramalho e Paulo Vinicius Coelho também criticaram a declaração de J. Jesus. O ex-técnico afirmou que os treinadores brasileiros 'estão evoluindo' e ainda recordou de uma visita ao Barcelona. Já PVC questionou a 'generalização' feita pelo português.