PUBLICIDADE
Topo

Pan 2019

Brasil é bronze no handebol e torce por Egito para ainda sonhar com Tóquio

Brasil torce por seleção africana para conseguir vaga na repescagem da Olimpíada - Luis ROBAYO/AFP
Brasil torce por seleção africana para conseguir vaga na repescagem da Olimpíada Imagem: Luis ROBAYO/AFP

Do UOL, em São Paulo

05/08/2019 21h23

A seleção brasileira de handebol masculino fechou a sua participação nos Jogos Pan-Americanos de Lima com medalha de bronze, assegurada na noite de hoje (5). O time, que não ficava fora da decisão do Pan desde Indianápolis-1987, venceu o México por 32 a 20 na disputa pelo terceiro lugar.

Havia uma vaga olímpica em jogo para a seleção nacional neste torneio, mas ela escapou. Essa vaga só foi destinada ao campeão do torneio em Lima, a Argentina. O surpreendente Chile, vice-campeão (derrrotado por 31 a 27), vai para um torneio Pré-Olímpico. Os chilenos já haviam dado trabalho na primeira fase, quando perdeu para os hermanos por 31 a 29.

Em que pese o bronze conquistado, a decepcionante campanha na capital peruana faz agora a seleção entrar na torcida pelo Egito, e isso não tem nada a ver com a ida ao pódio no Pan.

Explica-se: o Mundial de handebol vai colocar no Pré-Olímpico, em tese, os times que ficaram entre as segunda e sétima colocações - a campeã Dinamarca já carimbou o passaporte para Tóquio. Como os brasileiros terminaram em nono e os egípcios ficaram na oitava posição, é necessário que o Egito vença o Campeonato Africano para empurrar a sua vaga na repescagem, que já seria herdada. Mas há uma Argélia no caminho, com bastante tradição no handebol. A competição continental será realizada em janeiro, na Tunísia.

Agora, há um porém: o Egito só herdaria essa vaga no torneio qualificatório caso o Campeonato Europeu seja vencido justamente por um dos países que tenha ficado entre os sete primeiros do Mundial. Uma das seleções europeias, então, empurraria a vaga adiante, para os egípcios, que teriam, então, de repassá-la ao Brasil se ganharem seu título continental. Esse é o cenário mais provável. A menos que uma zebra histórica aconteça na Europa - com título continental par equipes como Finlândia ou Rússia, superando os esquadrões de Dinamarca, Noruega, França, Alemanha, Suécia, Croácia ou Espanha.

Errata: o texto foi atualizado
O próximo Campeonato Africano de handebol será realizado na Tunísia, e, não, na Argélia, diferentemente do que foi publicado inicialmente nesse nexto. A informação foi corrigida.