Topo

Brasil conquista bronze e terá equipe de adestramento nos Jogos Olímpicos

João Paulo dos Santos, João Victor Marcari Oliva, Leandro Aparecido Dicaprio e Pedro Aoleo ganham bronze no adestramento pelo Pan-2019 - Jonne Roriz/COB
João Paulo dos Santos, João Victor Marcari Oliva, Leandro Aparecido Dicaprio e Pedro Aoleo ganham bronze no adestramento pelo Pan-2019 Imagem: Jonne Roriz/COB

Do UOL, em São Paulo

29/07/2019 18h37Atualizada em 29/07/2019 21h14

O Brasil conquistou nesta segunda-feira a medalha de bronze no adestramento por equipes nos Jogos Pan-Americanos de Lima e garantiu a vaga nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020.

A equipe brasileira teve João Victor Marcari Oliva, filho da ex-jogadora de basquete Hortência, com a montaria Biso das Lezirias, além de João Paulo dos Santos, com Carthago Comando SN, Leandro Aparecido da Silva, com DiCaprio, e Pedro Tavares de Almeida, com Aoleo.

"Viemos com esse intuito, de ganhar uma medalha, e precisávamos disso para ter também a vaga olímpica", disse Oliva. "Temos cavalos de muita qualidade. E, quando você olha para a medalha, você olha para todos os integrantes da equipe, que não são apenas o cavaleiro e o cavalo. Temos o treinador, proprietário, o tratador, o veterinário, entre outros."

Os brasileiros somaram 204,473 pontos ao fim das apresentações. Os Estados Unidos, com 219,970 pontos, conquistaram o ouro. Já o segundo lugar foi do Canadá, com 219,824.

Tóquio-2020 será a primeira edição olímpica em que os brasileiros competem com uma equipe classificada sem ser convite. No Rio-2016, o Brasil teve equipe no adestramento por ser o país-sede. Para os Jogos na capital japonesa, Leandro Aparecido também obteve o índice olímpico, segundo Sandra Martins, chefe da equipe brasileira. "A equipe está muito madura. Os meninos foram muito responsáveis, esforçados. Eles estavam muito bem, e não tínhamos dúvida que iríamos conseguir nosso objetivo", disse.

Para a disputa individual de Lima-2019, na quarta-feira (31), três brasileiros estão classificados: Leandro Aparecido, João Victor Oliva e João Paulo dos Santos