PUBLICIDADE
Topo

Pan 2019

Grávida e aposentada, Yane Marques é elo entre COB e atletas em Lima

Yane Marques ao lado dos ginastas do Brasil no Pan - Reprodução/Instagram
Yane Marques ao lado dos ginastas do Brasil no Pan Imagem: Reprodução/Instagram

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Lima (Peru)

24/07/2019 15h31

Yane Marques praticamente apresentou o pentatlo moderno ao público brasileiro ao ganhar a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos do Rio, em 2007. Doze anos depois, a pernambucana está no Pan pela quarta vez, agora com funções completamente diferentes: ela é presidente da Comissão de Atletas do Comitê Olímpico do Brasil (COB) e, como convidada, atua como repórter das redes sociais do comitê.

"Minha missão é fazer uma aproximação, trazer um pouquinho do olhar do atleta que está ali na competição para o pessoal que segue as redes sociais do COB. Eu ainda tô muito próxima da experiência do atleta, então posso levar um pouco mais da propriedade de quem viveu o esporte com a intensidade que essa garotada vive", explicou ela, ao UOL Esporte.

Secretária-executiva de Esportes da prefeitura do Recife, Yane tirou férias do cargo para poder acompanhar o Time Brasil em Lima. Ela tem lugar na delegação como presidente da Comissão de Atletas, cargo para o qual foi recentemente eleita (era vice de Tiago Camilo), mas sua atuação no dia a dia é nas redes sociais do COB. Yane não vê conflito de interesses.

"A missão, a proposta da comissão de atletas não é bater de frente com o COB. A gente vive um momento muito feliz no COB, a gente tem tido voz de verdade. Tenho certeza que não vai acontecer nada grave, mas se acontecer eu não deixo de ser a interlocutora", assegura.

Quem a vê de agasalho do COB não percebe que há uma pequena barriga crescendo. Yane está grávida de quatro meses. "A Maia tá chegando aí. Dia 20, 21 de dezembro ela nasce. Esse é meu farol, meu objetivo maior. Estou nessa história de viver novas experiências", conta a pernambucana, que diz que a gravidez não tem atrapalhado sua rotina. "Está sendo uma gravidez tranquila, não tive nada de enjoo, de mal-estar, nada".

Bronze em Londres-2012 e dona de dois ouros e uma prata em Jogos Pan-Americanos, Yane se aposentou depois da Olimpíada do Rio, aos 32. Sem ela, o Brasil tem três atletas no pentatlo moderno feminino: Priscila Oliveira, de 30 anos, Isabela Bareu, de 24, e a novata Ieda Guimarães, de 18. A prova feminina acontece no sábado e, a masculina, no domingo. Em cada uma delas estarão em jogo cinco vagas olímpicas, sendo uma para o campeão, duas para atletas das Américas do Norte e Central e duas para a América do Sul.