PUBLICIDADE
Topo

Esporte

"E-Sports" podem ser considerados atividade esportiva, diz COI

Em 2015, final do game League of Legends reuniu cerca de 12 mil pessoas no estádio do Palmeiras - Peu Robles/Folhapress
Em 2015, final do game League of Legends reuniu cerca de 12 mil pessoas no estádio do Palmeiras Imagem: Peu Robles/Folhapress

Do UOL, em São Paulo

28/10/2017 15h51

Os torneios dos chamados “e-sports” podem, sim, ser considerados atividades esportivas. A discussão sobre como classificar as competições de alto nível dos jogos de videogame tem crescido nos últimos anos, mas neste sábado (28) quem toma partido é o Comitê Olímpico Internacional (COI).

“Nós concordamos que os ‘e-sports’ têm mostrado grande crescimento, especialmente entre os mais jovens, espalhando-se por diferentes países e oferecendo uma plataforma de engajamento com o Movimento Olímpico”, afirma a instituição em comunicado divulgado após reunião com atletas, federações internacionais e representantes de comitês olímpicos.

“O modelo competitivo dos ‘e-sports’ podem ser considerados uma atividade esportiva, pois os jogadores envolvidos se preparam e treinam com intensidade talvez comparável aos atletas de esportes tradicionais”, continua a nota oficial.

O Comitê Olímpico Internacional cresce os olhos para a rápida expansão do mundo dos “e-sports”, principalmente por considerar que uma aproximação ajudaria a renovar sua própria audiência e ajudaria a tornar os Jogos Olímpicos mais interessantes para as novas gerações.

No entanto, a relação entre COI e “e-sports” não deve mudar no curto prazo. A maior reverência possível seria incluir os torneios de videogame de alto nível nas próprias Olimpíadas, o que ainda é considerado altamente improvável no Comitê. Para isso, seria necessário um reconhecimento oficial dos “e-sports” como esporte, além de uma organização oficial garantindo que a modalidade seguiria os preceitos olímpicos.

“E-sports” incluem competições de videogame disputadas em alto nível, entre jogadores famosos mundialmente e muitas vezes pagos para jogar. Uma pesquisa feita pela “Newzoo” espera que os eventos deste ano alcancem audiência de mais de 385 milhões de espectadores online. 

Esporte