UOL Esporte UOL Esporte
UOL BUSCA

08/06/2008 - 13h55

Após 24 anos, Nadal iguala maior surra em final de Grand Slam

Fernando Narazaki
Em São Paulo
A vitória do espanhol Rafael Nadal sobre o suíço Roger Federer não deu apenas o tetracampeonato de Roland Garros ao espanhol. Com a vitória por 3 sets a 0, com parciais de 6-1, 6-3 e 6-0, Nadal foi responsável pela vitória mais fácil nos últimos 24 anos em decisões de Grand Slam.

OS MAIORES MASSACRES
DOIS GAMES PERDIDOS
Aberto dos EUA-1974: Jimmy Connors 3 x 0 Ken Rosewall, 6-1, 6-0 e 6-1
Wimbledon-1936: Fred Perry 3 x 0 Gottfried Von Cramm, 6-1, 6-1 e 6-0
Wimbledon-1881: William Renshaw 3 x 0 John Hartley, 6-0, 6-1 e 6-1
TRÊS GAMES PERDIDOS
Roland Garros-1977: Guillermo Vilas 3 x 0 Brian Gottfried, 6-0, 6-3 e 6-0
QUATRO GAMES PERDIDOS
Roland Garros-2008: Rafael Nadal 3 x 0 Roger Federer, 6-1, 6-3 e 6-0
Wimbledon-1984: John McEnroe 3 x 0 Jimmy Connors, 6-1, 6-1 e 6-2
Wimbledon-1938: Donald Budge 3 x 0 Henry Austin, 6-1, 6-0 e 6-3
Wimbledon-1923: William Johnston 3 x 0 Francis Hunter, 6-0, 6-3 e 6-1
NADAL ATROPELA FEDERER
CHAVE DE ROLAND GARROS
Com apenas quatro games perdidos, o tenista de Palma de Mallorca tratou de igualar a mesma facilidade de John McEnroe para bater o compatriota Jimmy Connors por 3 sets a 0, com parciais de 6-1, 6-1 e 6-2, na final do Torneio de Wimbledon, em 1984.

Assim como Federer e Nadal, que já somam 17 confrontos, Connors e McEnroe protagonizaram uma grande rivalidade nos anos 1970 e 1980. Os norte-americanos se enfrentaram 34 vezes, sendo que 15 delas em finais, com 8 vitórias de McEnroe, que também liderou os duelos diretos com 20 vitórias contra 14 de Connors.

Porém a vitória em Wimbledon-1984 foi um capítulo excepcional daquela história. Os quatro games foram o menor número de games cedidos em todos os 34 duelos, mesmo contando confrontos em melhor-de-três sets. Este número só foi igualado em outros dois triunfos de McEnroe (Basiléia-1991, com 6-1 e 6-3, e Queen's-1984, com duplo 6-2).

Na história de Nadal x Federer, a facilidade da decisão deste domingo jamais foi vista nos outros 16 duelos entre os dois melhores tenistas da atualidade. Até então, o maior massacre fora na semifinal da Masters Cup de Xangai, no ano passado, quando o suíço fez 6-4 e 6-1 sobre o espanhol, cedendo apenas cinco games ao perdedor.

Em finais de Roland Garros, o triunfo de 2008 é a maior surra em uma decisão nos últimos 31 anos. Em 1977, o argentino Guillermo Vilas levantou seu primeiro e único título no saibro parisiense ao superar o norte-americano Brian Gottfried por 3 sets a 0, com parciais de 6-0, 6-3 e 6-0.

No ano seguinte, ironicamente, Vilas ganhou apenas cinco games na derrota para o sueco Bjorn Borg por 6-1, 6-1 e 6-3 na final de Roland Garros. Aquela, aliás, foi a primeira das quatro finais consecutivas vencidas por Borg, que havia sido o único tetracampeão da história do evento antes de Nadal igualá-lo neste domingo.

Os quatro games perdidos por Nadal transformam a final em um dos oito maiores massacres da história das finais de Grand Slam. Até hoje, as maiores surras foram vistas na decisão do Aberto dos EUA-1974 quando Jimmy Connors aplicou 6-1, 6-0 e 6-1 em Ken Rosewall, na final de Wimbledon-1936, com Fred Perry batendo Gottfried Von Cramm por 6-1, 6-1 e 6-0, e em Wimbledon-1881, com o triunfo de William Renshaw sobre John Hartley por 6-0, 6-1 e 6-1.

Hospedagem: UOL Host