PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Osaka brinca sobre postura após título na Austrália: "esqueci de sorrir"

Um dia depois do título, Naomi Osaka posou com o troféu do Australian Open na Brighton Beach, em Melbourne - Edgar Su/Reuters
Um dia depois do título, Naomi Osaka posou com o troféu do Australian Open na Brighton Beach, em Melbourne Imagem: Edgar Su/Reuters

Do UOL, em São Paulo

26/01/2019 23h51

Campeã do Aberto da Austrália e primeira asiática a assumir a liderança do ranking da WTA, Naomi Osaka não gostou de um ponto específico da cerimônia de premiação do torneio, neste sábado (26): "Eu esqueci de sorrir. Me disseram para sorrir, mas eu estava em pânico", confessou a japonesa, na entrevista coletiva após o título. 

"Para mim, foi como se o jogo ainda estivesse sendo disputado e eu fiquei meio que em estado de choque durante toda a apresentação", completou. 

"Eu estou sempre sorrindo. Estou absorvendo tudo ainda", disse. "É um daqueles momentos em que você luta muito por alguma coisa e, quando finalmente termina, você ainda está no estado competitivo." 

Osaka também afirmou que, por enquanto, ainda não tem ideia de que é a melhor tenista da atualidade. "Talvez no próximo torneio, quando eu ver o número um ao lado do meu nome, eu sinta alguma coisa. Mas, por agora, eu estou mais feliz porque ganhei este troféu."

Justamente essa maneira prática de encarar as situações a fez se recompor depois de perder o segundo set, mesmo após ficar com três match points. "Sabe quando algumas pessoas se exercitam em alguns aspectos? Isso é uma coisa muito do ser humano. Às vezes, eu sinto que não quero desperdiçar minha energia fazendo determinadas. Eu penso sobre isso na quadra também. Como no terceiro set, hoje, eu literalmente apenas tentei me desligar de todos os meus sentimentos. Por isso não estava gritando tanto no último set", explicou. 

"Eu me senti vazia, como se fosse um robô", afirmou. "Eu estava somente executando minhas ordens. Não sei. Eu apenas fiz o que treinei minha vida inteira. Não quis gastar energia reagindo demais [aos pontos]."

Vencendo o segundo set por 5 a 3, a japonesa chegou a abrir 0/40, ou seja, três match points, no nono game. No entanto, a tcheca conseguiu manter seu serviço e adiar o fim do jogo. Kvitova, por sinal, se motivou depois de evitar a derrota, não perdeu mais nenhum game e venceu o segundo set no tie break. No terceiro set, no entanto, Osaka se mostrou mais forte mentalmente e confirmou seu segundo título de Grand Slam em sequência. 

Esporte