PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Na final na Austrália, Djokovic diz ter ciência de que pode fazer história

WILL OLIVER/EFE
Imagem: WILL OLIVER/EFE

Do UOL, em São Paulo

30/01/2016 09h31

A um dia de disputar sua sexta final de Aberto da Austrália, Novak Djokovic disse ter ciência de que pode fazer história no tênis. Caso conquiste o título contra Andy Murray, neste domingo (31), o sérvio se igualará a Rod Laver, com 11 títulos de Grand Slam.

“Tenho a consciência de que posso fazer história, você trabalha para chegar a esse momento. Mas é só um jogo e você está enfrentando um dos melhores tenistas do mundo”.

Somente no Aberto da Austrália, Djokovic já enfrentou Andy Murray na final três vezes. E nunca perdeu. Mesmo assim, o sérvio acredita que não terá vida fácil diante do britânico.

“Nos conhecemos perfeitamente. Somos da mesma geração, não vai haver surpresas nesse sentido. Andy é um campeão de Grand Slam e merece todo meu respeito”, completou.

Esporte