PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Federer não quer ver filhos no tênis. 'Seria legal se fossem esquiadores'

Quinn Rooney/Getty Images
Imagem: Quinn Rooney/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

20/01/2016 15h40

Pai de quatro crianças, duas gêmeas e dois gêmeos, Roger Federer revelou que não quer que seus filhos joguem tênis quando crescerem. O suíço afirmou que não irá se opor se as crianças optarem pela modalidade, mas que isso não o empolga nem um pouco.

"Acho que ficar 40 anos no tour não é algo que me empolgue, sabe? Quarenta anos diretos, acho que seria isso", disse Federer que teve sua vitória sobre o ucraniano Alexandr Dolgpolov Jr por 3 set a 0 Aberto da Austrália acompanhado de perto pelas gêmeas Myla e Charlene, de seis anos. Ele também é pai de Leo e Lenny.

"Vou apoiá-los no que eles quiserem fazer, mas não me vejo fazendo isso (seguindo-os no tênis agora). Por mais que eu ame o esporte, não sei qual será meu nível de empolgação daqui a 20 anos", disse o terceiro colocado do ranking mundial.

"Eu gostaria de apoiá-los em outro esporte, vê-los como super esquiadores. Isso seria muito legal", disse.

Federer tem 34 anos e está no circuito profissional desde 1998.

 

Esporte