PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Havaiano vence Medina na final do Pipe Masters; Ítalo Ferreira fica em 3º

Gabriel Medina foi o 2º colocado no Pipe Masters  - Brent Bielmann/World Surf League via Getty Imag
Gabriel Medina foi o 2º colocado no Pipe Masters Imagem: Brent Bielmann/World Surf League via Getty Imag

Do UOL, em São Paulo

21/12/2020 10h37

Gabriel Medina tentou manter a série de vitórias brasileiras na 50ª edição do Pipe Masters, mas o havaiano John John Florence levou o primeiro título na principal disputa do circuito mundial de surfe. Com a vitória, ele assumiu a liderança do ranking na abertura da temporada 2021.

Medina, que ganhou a prova em 2018, disputou sua quinta final em dez participações na etapa havaiana, e terminou no segundo lugar. Campeão em 2019, Ítalo Ferreira foi o terceiro colocado.

"Esse é o meu primeiro Pipe Master e estou muito feliz pela vitória. (...) Estou feliz por ter ganhado do Gabriel (Medina). Sempre quando a gente compete, sai fogo, é selvagem. Vencer aqui é meu sonho desde criança. Já tinha perdido algumas finais e estou muito feliz agora, sem palavras para descrever o que sinto", disse Florence.

Disputa Feminina

Pela primeira fez, a elite do surfe feminino também competiu em Pipeline, e a brasileira Tatiana Weston-Webb fez história. Ela foi a primeira mulher a vencer uma bateria do WSL no local.

Ela bateu a norte-americana Sage Erickson nas quartas de final, mas caiu nas semis para a havaiana Clarissa Moore, tetracampeã mundial. Na final, Clarissa foi derrotada pela australiana Tyler Wright. Na classificação geral, a Tatiana acabou em 4º.

A próxima etapa do WSL também será realizada no Havaí, desta vez em Sunset Beach, em 19 de janeiro.

Esporte