PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Brasileiro derrotado por Medina: "Ele joga sujo se precisar"

Gabriel Medina atravessa onda de Caio Ibelli nas oitavas de final do Pipe Masters, a última etapa do ano do Mundial de Surfe. O brasileiro foi punido pela manobra - Matt King/Getty Images/AFP
Gabriel Medina atravessa onda de Caio Ibelli nas oitavas de final do Pipe Masters, a última etapa do ano do Mundial de Surfe. O brasileiro foi punido pela manobra Imagem: Matt King/Getty Images/AFP

Do UOL, em São Paulo

20/12/2019 11h37

O surfista Caio Ibelli comentou o que achou da manobra polêmica do rival Gabriel Medina na prova de ontem, em Pipe Master, no Havaí, nas oitavas do Circuito Mundial de Surfe (CT), que acabou com o também brasileiro Ítalo Ferreira campeão.

"Ele joga duro, ele joga sujo se precisar e faz de tudo para vencer. É assim que deve ser a mente de um campeão", comentou Ibelli em entrevista ao canal da Liga Mundial de Surfe após a prova.

Na disputa, Medina somava mais pontos e entrou de propósito na frente de Caio, que tinha a prioridade na última onda, para evitar que seu adversário tivesse a chance de virar a bateria nos segundos finais. Desta forma, Medina foi punido com uma interferência e teve sua segunda maior onda retirada do somatório.

"Eu acho que nunca vi isso antes. E isso mostra o tipo de competidor que ele é. Ele joga duro, ele joga sujo se precisar e faz de tudo para vencer. É assim que deve ser a mente de um campeão. Eu estou motivado, vou treinar mais duro, estudar mais, e na próxima vez, quero vencê-lo".

Ibelli contou que depois da prova perguntou para Medina "o que tinha sido aquilo". "Ele pediu desculpa, e eu: 'Desculpa o quê?'", contou Caio, que contou ter ouvido o pai do rival "gritando 'rabeia ele, pode reaber'".

Medina disse que a decisão de entrar na frente de Ibelli foi consciente. "Às vezes se tem algo em jogo, você tem que jogar o jogo. Eu sabia o que estava fazendo. Todo mundo ficou 'o que você fez?' e eu disse, está tudo ok".

Mesmo após a punição, Medina ainda disputou a final com Ítalo Ferreira, que acabou campeão, vencendo seu primeiro título mundial. Foi a primeira vez que dois brasileiros disputaram a final do CT.

Veja a manobra que gerou punição a Medina:

Esporte