PUBLICIDADE
Topo

Esporte


Medina vai à final e faz duelo direto contra Italo por título mundial

Gabriel Medina, durante etapa de Pipe Masters - WSL / Sloane
Gabriel Medina, durante etapa de Pipe Masters Imagem: WSL / Sloane

Do UOL, em São Paulo

19/12/2019 21h23Atualizada em 19/12/2019 22h26

A final do Pipe Masters, no Havaí, decidirá quem fica com o título do Circuito Mundial de Surfe (CT) de 2019. Italo Ferreira e Gabriel Medina avançaram à decisão e vão se enfrentar na final da última etapa do ano.

Os dois brasileiros eram os únicos que continuavam na disputa pelo título. Antes da final em Pipeline, a vantagem era de Italo. Líder do ranking, ele seria campeão mundial se fosse eliminado na mesma fase que Medina. Já o bicampeão garantia o tri se acabasse o Pipe Masters uma fase à frente de seu compatriota. Agora com os dois na decisão, quem vencer a etapa leva o título mundial.

Italo foi o primeiro dos dois a chegar à decisão após vencer o americano Kelly Slater na semifinal. O potiguar abriu a bateria contra Kelly com boa nota após belo tubo: 8,40. O brasileiro colocou mais uma nota no somatório e deixou o americano na combinação. O 11 vezes campeão mundial não se encontrou durante a bateria e ficou longe de ameaçar a vitória de Italo na semi. No fim, o potiguar ainda saiu de outro tubo e venceu por 14,77 a 2,57.

Na sequência, foi a vez de Medina cair na água. O paulista enfrentou o americano Griffin Colapinto e se manteve sempre à frente no somatório da bateria, mesmo sem notas expressivas. Depois, os dois surfistas conseguiram boas ondas, mas nada que ameaçasse a vitória do paulista: 13,00 a 7,10.

Além de Italo e Medina, o americano Kolohe Andino também começou o dia com chances de título, mas precisava ser campeão em Pipe e torcer para Italo e Medina serem eliminados nas oitavas. Como os dois brasileiros avançaram às quartas, Kolohe acabou fora da disputa.

Kelly Slater conquista Tríplice Coroa, mas fica fora da Olimpíada

A derrota para Italo na semifinal teve gosto ainda mais amargo para Kelly Slater. O americano conquistou o título da Tríplice Coroa Havaiana (dado ao surfista com o melhor desempenho nos três principais campeonatos disputados no Havaí) por ter chegado na semi em Pipe, mas não obteve seu maior objetivo da temporada: a vaga olímpica.

Os Estados Unidos têm direito a duas vagas pelo Circuito Mundial. Antes do Pipe Masters, Kolohe Andino já havia assegurado a primeira vaga. A segunda, então, ficou entre Kelly e o havaiano John John Florence.

John John, que chegou a liderar o ranking no início da temporada, voltou de cirurgia no joelho e disputou Pipe para tentar carimbar seu lugar nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

O bicampeão mundial foi eliminado nas quartas de final por Gabriel Medina, mas o resultado foi suficiente para garantir a John John a segunda vaga dos EUA na Olimpíada. Kelly precisava vencer o Pipe Masters para roubar o lugar de seu compatriota.

O Brasil também já tem seus dois representantes definidos em Tóquio 2020. Italo e Medina garantiram as duas vagas que o país tem direito pelo Circuito Mundial.

Esporte