PUBLICIDADE
Topo

Pedro Scooby diz que papo com filho o inspirou a voltar a surfar em Nazaré

Do UOL, em São Paulo

22/11/2019 11h22

O surfista Pedro Scooby, que voltou a surfar em Nazaré, local que considera ter sido palco do pior acidente que já sofreu, revelou aos seus seguidores que uma conversa com o filho Dom o ajudou a superar o medo.

Nos stories, Scooby relatou a situação em que seu filho - hoje com 7 anos - teve que superar o medo para ter sucesso em um movimento de "mortal".

"Entre o dia do meu acidente e há dois dias, quando voltei para Nazaré para pegar o mar gigante, muita coisa ficou passando na minha cabeça. Fui em um parque de cama elástica e trampolim com o Dom. Quando ele era muito novo, ele mandava mortal para trás, e aí um dia ele bateu de cabeça porque ficaram falando para ele: 'não vai, você vai se machucar', e ele, com medo, se machucou e teve um traumazinho".

"Fomos nesse parque, ele voltou a mandar o mortal para trás, eu ajudei ele e foi super bem. No meio do caminho, deve ter voltado alguma memória, ele começou a errar e o medo começou a tomar conta da cabeça dele. Nesse dia, foi a conversa mais séria que eu tive com o Dom na vida inteira", prosseguiu o surfista.

"A gente conversou muito sério sobre medo, como ele domina sua cabeça e como ele pode fazer você errar e deixar de fazer coisas na sua vida. Eu incentivei ele, mostrei formas de ele vencer esse medo, de passar por cima disso, quebrar as barreiras e não deixar de fazer nada na vida por causa do medo. Foi muito louco porque nessa conversa, parecia que eu tava aprendendo mais do que ele. Ele voltou lá, respirou fundo, parou de chorar e mandou um mortal animal para trás. Voltou para casa super feliz", explicou Scooby.

Scooby afirmou que o acontecimento deu confiança para sua volta ao local de seu acidente. "Foi maneiro para ele mas foi muito forte e especial para mim. Eu estava ensinando a ele, mas aprendendo muito também. Fez eu voltar confiante para Nazaré, sem medo e com vontade de estar ali de novo fazendo o que amo e gosto, que é pegar as maiores ondas do mundo. Deu tudo certo, mas se eu tivesse ido com medo, aquilo poderia dominar minha cabeça, eu poderia me ferrar e nem estar contando essa historia para vocês. É isso, não deixe que o medo te domine", completou o surfista.

Esporte