UOL Esporte - Pan 2007
UOL BUSCA

23/01/2007 - 09h15

COB proíbe que atletas tenham blogs ou sites pessoais no Pan

Bruno Doro
No Rio de Janeiro

Os atletas brasileiros que disputarem o Pan-Americano do Rio de Janeiro, em julho, não poderão manter blogs, fotologs ou videologs durante os Jogos. Até mesmo os sites pessoais dos atletas terão de receber uma autorização para entrar ou continuar no ar.

VELA TEM EXEMPLO OPOSTO
Esporte que busca atenção da mídia, a vela tem exemplos opostos ao do COB. Em competições longas, os velejadores são incentivados a manter diários e enviar fotos e vídeos do que está acontecendo a bordo.

Na Volvo Ocean Race, regata de volta ao mundo que na última edição contou com um barco brasileiro, os competidores são obrigados a enviar, diariamente, um relato com o que aconteceu durante o dia.

Além disso, os velejadores têm ainda de enviar um número determinado de fotos semanalmente e ainda gravar, filmar, editar e enviar imagens em vídeo da ação dentro dos veleiros.
COB PROÍBE VÍDEO NA WEB
Em dezembro, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) enviou um comunicado às confederações brasileiras com uma série de restrições a atletas e dirigentes para o Pan-Americano do Rio. As principais proibições dizem respeito a site pessoais e blogs.

"Nenhum atleta e/ou oficial da Delegação Brasileira dos XV Jogos Pan-Americanos Rio 2007 pode atuar como repórter, produzindo textos ou pesquisas mesmo para fins editorias, enviar periódicos ou diários on-line para sites na Web durante o período dos XV Jogos Pan-Americanos", afirma o comunicado, assinado pelo presidente do COB e do Comitê Organizador do Pan do Rio, Carlos Arthur Nuzman.

Nessa mesma linha, o COB ainda vai restringir a criação e atualização de sites pessoais dos atletas: "Não é permitido aos atletas e oficiais criarem sites na Web. Caso já exista um site permanente, este poderá ser mantido se não violar os contratos de patrocínio formados pelo COB e CO-Rio, e desde que se utilize apenas de fotos tiradas por jornalistas credenciados pelo CO-Rio".

Não bastassem restrições a lançar informações na internet, quem fizer parte da delegação também terá de ter cuidado com as fotos e os vídeos que fizer durante a competição, já que "não é permitido (...) utilizar de forma pública imagens tiradas durante as competições, salvo se houver prévio e expresso consentimento do COB". A entidade acena até com a eliminação do atleta da competição em caso de desobediência.

Além disso, atletas e dirigentes não poderão "utilizar nenhum aparelho de áudio (gravador, telefone celular, rádios, etc) para gravar a própria voz ou a de terceiros ou fazer transmissão de dentro de qualquer instalação credenciada para possível utlização em meios de comunicação".

As restrições atingem até mesmo atletas patrocinados por empresas parceiras do COB e do CO-Rio. A OI, empresa de telefonia móvel, mantém uma equipe com atletas que irá ao Pan. Uma das atrações do site da empresa é um blog com cada um dos esportistas. Entre os "blogueiros" estão os nadadores Kaio Márcio e Joanna Maranhão, os judocas João Derly e Fávio Canto e o velejador Ricardo Winicki, o Bimba, entre outros. Durante o Pan, nenhum deles irá atualizar os diários on-line.

O gaúcho João Derly já sentiu na pele as restrições. Um dos principais nomes do Rio Grande no Sul a disputar o Pan (ele já está na equipe brasileira, mas ainda tem de conquistar a vaga de titular), ele foi convidado a escrever um blog no site da rede de televisão local RBS, afiliada da Rede Globo, que detém os direitos de transmissão. Ele recusou a oferta por causa das restrições do COB.

Procurado pelo UOL Esporte, o COB disse que o documento "reproduz a política adotada pela Organização Desportiva Pan-americana (ODEPA), em sintonia com a política do Comitê Olímpico Internacional (COI). Esta política deve ser cumprida por todos os 42 Comitês Olímpicos Nacionais, integrantes da ODEPA e participantes dos XV Jogos Pan-americanos Rio 2007".

Segundo a entidade, essas restrições já foram aplicadas em outros eventos, como nos Jogos Olímpicos. Em Atenas-2004, porém, a entidade não proibiu que atletas mantivessem blogs ou fotologs. Tanto que atletas como Virna, Sandra Pires e Janeth mantiveram fotoblogs no portal Terra.

Outro exemplo aconteceu em 2000, nos Jogos Olímpicos de Sydney, quando o jogador de vôlei de praia Emanuel (www.uol.com.br/emanuel) criou um site pessoal especialmente para as Olimpíadas, hospedado pelo UOL.