PUBLICIDADE
Topo

RMP: CBF deveria agradecer ao Flamengo por não liberar o Pedro

Do UOL, em São Paulo

28/07/2021 14h42

O atacante Richarlison foi mais uma vez protagonista da seleção brasileira de futebol masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, ao marcar dois gols na vitória por 3 a 1 sobre a Arábia Saudita, fechando a participação na fase de grupos e definindo o confronto com o Egito nas quartas de final, mas o jogador não estaria no time de André Jardine caso não houvesse o veto do Flamengo que Pedro fosse ao Japão.

Em sua participação no programa UOL News Olimpíadas, Renato Maurício Prado afirma que a CBF deveria fazer um agradecimento ao Flamengo por não ter permitido que Pedro fosse aos Jogos Olímpicos, já que seu substituto tem sido o destaque da competição.

"A CBF deveria vir a público agora e agradecer ao Flamengo por não ter liberado o Pedro, porque graças à não-liberação do Pedro é que a CBF convocou o Richarlison e o Richarlison é o dono da Olimpíada até agora, é o artilheiro, está fazendo gol de tudo quanto é jeito, hoje foi ele quem desenrolou o jogo, porque o jogo estava complicado. Contra a Arábia Saudita, gente, complicar jogo contra a Arábia Saudita é duro, mas nos últimos 15 minutos ele foi lá, fez os dois gols e o Brasil ganhou de 3 a 1", afirma Renato.

"Eu acho que a CBF deve fazer uma nota de agradecimento público ao Flamengo, ainda bem que vocês não liberaram o Pedro, olha o Pombo aí pintando e bordando", completa.

O jornalista afirma que a seleção brasileira tem boas chances de repetir o ouro de 2016, já que os adversários que eram considerados mais fortes não foram bem na primeira fase, com a Argentina, a Alemanha e a França eliminadas antes das quartas de final.

"Pode até vir o ouro, porque eu não vi, pelo menos até agora, nenhuma seleção que me empolgasse no futebol masculino olímpico, não mesmo. A Argentina foi desclassificada, a Alemanha foi desclassificada, a França já perdeu jogo, enfim, ninguém está jogando muita coisa", conclui.

O Brasil enfrenta nas quartas de final o Egito e, se vencer, terá nas semifinais a seleção que passar entre Coreia do Sul e México, enquanto do outro lado da chave o Japão encara a Nova Zelândia e a Espanha joga com a Costa do Marfim.