PUBLICIDADE
Topo

Simone Biles diz que não se arrepende das decisões que tomou em Tóquio

Simone Biles comemora o bronze na trave nos Jogos Olímpicos Tóquio-2020 - Reuters
Simone Biles comemora o bronze na trave nos Jogos Olímpicos Tóquio-2020 Imagem: Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

19/08/2021 18h11

Simone Biles comentou sobre a decisão que tomou nas Olimpíadas de Tóquio em não competir em algumas das provas para priorizar sua saúde mental. Segundo a ginasta norte-americana, ela não se arrepende de como agiu na competição.

A mensagem de Biles fará parte do 'Gold Over América Tour', cujo a atleta será atração principal neste outono. A exposição acontecerá a partir do dia 21 de setembro.

"Não mudaria nada [se disputasse]. É um pequeno preço a pagar, tudo bem que tudo não esteja bem, não importa quão forte sejam os holofotes", disse ela, que ainda conquistou duas medalhas, prata pela final de equipes e bronze no individual da trave.

Ainda no assunto, Simone acreditou que a sua atitude fez com que os ateltas pudessem se sentir à vontade de falar sobre saúde mental e bem-estar, afinal, em seu ponto de vista, é normal humanizar as pessoas, até os mais consagrados atletas.

"Eu dei uma brecha para que os atletas falassem sobre saúde mental e sobre seu bem-estar e compreender que você pode se colocar em primeiro lugar, antes do atleta (...) Queríamos tornar (o gesto) o mais identificável possível e fazer com que as crianças saibam que estamos passando por essas coisas", finalizou.

O gesto

Simone já entrou nas Olimpíadas como a maior estrela de Tóquio, mas ao contrário do que se esperava, não foi com o desempenho nas provas que ela se destacou. Ao desistir de cinco finais para preservar sua saúde mental, a norte-americana abriu um importante debate sobre a necessidade dos atletas priorizarem sua segurança sobre o resultado esportivo.