PUBLICIDADE
Topo

WSL cancela etapa do Taiti por pandemia, e Medina vai às finais como líder

Gabriel Medina já havia adiantado que não competiria no Taiti por não ter tomado a vacina contra covid - Divulgação/WSL
Gabriel Medina já havia adiantado que não competiria no Taiti por não ter tomado a vacina contra covid Imagem: Divulgação/WSL

Colaboração para o UOL, em Santos (SP)

12/08/2021 13h43Atualizada em 12/08/2021 17h32

A etapa do Taiti, a última do Mundial de Surfe antes das finais, não irá mais acontecer. O anúncio foi feito pela Liga Mundial de Surfe (WSL, em inglês) durante a disputa das oitavas de final do evento do México, que acontecem nesta quinta-feira (12).

De acordo com comunicado da WSL, a Polinésia Francesa - onde fica a ilha do Taiti — entrou em estado de emergência devido à pandemia de covid-19 e o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) colocou a região na zona 4, o que impede as pessoas de viajar.

Segundo nota da entidade, os surfistas foram avisados sobre o cancelamento antes do início das baterias de oitavas de final. Eles já haviam sido informados de que a possibilidade existia já na noite de ontem (11), uma vez que o Taiti anunciou a suspensão de todas as atividades esportivas por conta do agravamento no cenário da pandemia.

Como não haverá realocação da etapa, o evento no México será o último do Mundial de Surfe antes das finais, que acontecem entre os dias 9 e 17 de setembro, em Trestles, na Califórnia (EUA). Sendo assim, Gabriel Medina assegura a primeira colocação do ranking, o que lhe dará enorme vantagem na briga pelo título (como mostra a foto abaixo).

Como funcionarão as finais da WSL, que acontecem em setembro - Reprodução/WSL - Reprodução/WSL
Mata-mata do surfe em 2021
Imagem: Reprodução/WSL

Para obter o somatório que define os cinco finalistas, os dois piores resultados - entre as sete etapas - são descartados. Assim, Gabriel Medina somaria, ao menos, 43.400 pontos, não podendo mais ser alcançado por Filipe Toledo (30.735), já eliminado no México, e Italo Ferreira (30.235).

Vale lembrar que Medina já havia anunciado que não participaria da etapa do Taiti por não ter tomado a vacina contra a covid-19. Desta forma, ele não teria tempo entre as etapas para cumprir a quarentena de dez dias na ilha da Polinésia Francesa.

Medina e Italo vão às quartas

Gabriel Medina e Italo Ferreira estão classificados para as quartas de final. O bicampeão mundial teve trabalho contra o australiano Ethan Ewing nas oitavas e avançou em bateria apertada (13.60 a 13.20). Já o campeão olímpico dominou a prova diante de Kelly Slater e superou o 11 vezes campeão do mundo por 14.50 a 12.57.

As quartas de final estão praticamente definidas: Gabriel Medina encara o compatriota Deivid Silva, enquanto Italo Ferreira também terá um brasileiro pela frente: Jadson André ou Mateus Herdy. Leonardo Fioravanti (ITA) x Conner Coffin (EUA) e Jack Robinson (AUS) x Frederico Morais (POR) são os outros confrontos.

Veja a nota da WSL

"Os surfistas foram notificados ontem à noite de que havia uma possibilidade crescente de cancelamento após a conferência de imprensa do Alto Comissário e do Presidente, onde os novos protocolos foram anunciados, incluindo a suspensão de todos os eventos esportivos no Taiti. Antes do início da competição hoje, os surfistas foram informados do cancelamento do evento.

A WSL continuará a trabalhar com nossos atletas e parceiros para completar com segurança o restante das temporadas do Tour do Campeonato e da Série Challenger e nos adaptaremos conforme necessário no futuro".