PUBLICIDADE
Topo

Dupla do Catar surpreende e leva bronze no vôlei de praia masculino

Cherif Younousse e Ahmed Tijan conquistaram o bronze no vôlei de praia nas Olimpíadas - Sean M. Haffey/Getty Images
Cherif Younousse e Ahmed Tijan conquistaram o bronze no vôlei de praia nas Olimpíadas Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

06/08/2021 22h51

O Catar surpreendeu na noite desta sexta-feira (6) e conquistou a medalha de bronze no vôlei de praia masculino nas Olimpíadas de Tóquio-2020. A dupla formada Cherif Younousse e Ahmed Tijan bateu a equipe da Letônia, representada por Martin Plavins e Edgar Tocs, por 2 sets a 0 (21/12 e 21/18), e conquistou a terceira medalha do país nesta edição dos Jogos Olímpicos. Agora o Catar tem dois ouros —no salto em distância e no levantamento de peso, ambos no masculino—, e um bronze.

A primeira bola do jogo deu a tônica de como seria a decisão pelo bronze, quando Cherif parou no bloqueio de Tocs, que comemorou efusivamente. A dupla da Letônia, que eliminou os brasileiros Alison e Álvaro Filho, tentou imprimir o mesmo ritmo de jogo, abrindo vantagem.

Só que a dupla do Catar não deixou os rivais escaparem. Contando com grande atuação de Cherif no bloqueio, os cataris passaram à frente. Cherif, um dos destaques das Olimpíadas de Tóquio, com 67% de eficiência nos ataques, foi fundamental para que o Catar abrisse vantagem de 12 a 8 no primeiro set.

A consistência defensiva da dupla catari ficava por conta de Ahmed, que parecia se multiplicar no fundo da quadra. A dupla da Letônia, que demonstrou extrema confiança no jogo diante dos brasileiros, acusou o golpe e passou a errar bolas fáceis. O ponto que definiu o primeiro set demonstrou a disposição das duas equipes. Um saque relativamente fraco de Ahmed caiu entre Plavins e Tocs. Nenhum dos dois reagiu, e o set acabou em 21 a 12 para a dupla do Catar.

Na volta para o segundo set, a dupla da Letônia mudou sua estratégia e passou a direcionar os saques para Ahmed. De imediato, abriram 4 a 1. Passada a surpresa inicial pela troca, Ahmed e Cherif reagiram e empataram a partida.

As duas equipes passaram a trocar pontos, mas a equipe do Catar mostrava mais vontade tanto na hora de defender quanto na hora de atacar, quando abusava dos ataques nas bolas de segunda. Para completar, Cherif parou Tocs duas vezes no bloqueio, e a dupla do Catar virou o jogo para 19 a 17. Aí, foi só ter tranquilidade e fechar a partida em 21 a 18, conquistando a tão desejada medalha.