PUBLICIDADE
Topo

Mauricio diz que bronze vale ouro para seleção: 'Acham que é obrigação'

Mauricio Souza em ação contra a Rússia nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio - Carlos Garcia Rawlins/Reuters
Mauricio Souza em ação contra a Rússia nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio Imagem: Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

05/08/2021 05h28

A seleção brasileira de vôlei perdeu de virada para a Rússia nesta quinta-feira (5), na semifinal da chave masculina das Olimpíadas de Tóquio. Após o revés, Maurício Souza falou sobre a cobrança que existe por resultados e enfatizou que o bronze valerá ouro para ele e seus companheiros.

"O voleibol brasileiro é sempre muito cobrado, pois todos acham que é obrigação ganhar tudo e chegar em todas as finais. Assim pensa quem não sabe a realidade, o quanto é difícil, o quanto é doado, e não é de hoje. Caímos brigando como sempre foi e sempre será!", disse ele, por meio de publicação no Instagram.

"A busca agora é pelo bronze, e esse sim meus amigos para nós vale ouro. Obrigado a quem realmente torce pela nossa seleção, vocês são incríveis!", completou.

Além dele, Wallace também falou sobre o revés. Segundo o oposto, a seleção "caiu atirando" e tem a briga pelo terceiro lugar como "importantíssima para todo o grupo".

"E desta vez não vamos estar na tão sonhada final. Brasil que sempre está chegando nas cabeças, que está em primeiro do ranking há duas décadas, pois é, por isso somos tão cobrados, caímos hoje, mas caímos atirando. Agora pensar no bronze que vai ser uma medalha importantíssima para todo grupo!", pontuou.

Os comandados de Renan Dal Zotto voltam às atividades contra o perdedor de França e Argentina. O Brasil não disputará a final do vôlei masculino pela primeira vez após quatro edições dos Jogos Olímpicos.