PUBLICIDADE
Topo

Levantadora do Brasil, Macris contesta uso de tornozeleira após entorse

Macris Carneiro, levantadora da seleção brasileira de vôlei, torceu o tornozelo durante jogo contra Japão - Valentyn Ogirenko/Reuters
Macris Carneiro, levantadora da seleção brasileira de vôlei, torceu o tornozelo durante jogo contra Japão Imagem: Valentyn Ogirenko/Reuters

Felipe Pereira

Do UOL, em Tóquio

04/08/2021 12h23

De volta à equipe na vitória de hoje por 3 a 1 sobre o Comitê Olímpico Russo, que garantiu vaga ao Brasil nas semifinais das Olimpíadas de Tóquio, a levantadora Macris contestou o uso de tornozeleira após a entorse no tornozelo direito que sofreu na partida contra o Japão pela competição.

O debate sobre a utilização do utensílio de proteção foi levantado tão logo ocorreu o episódio já que, no momento da contusão, ela não o usava. O comentarista e ex-jogador de vôlei Nalbert, da TV Globo, por exemplo, foi um dos que fez essa recomendação na transmissão.

"Só tenho que agradecer ao grupo, à torcida de todo mundo, às boas energias e ao meu fisioterapeuta Fernandinho (Fernando Alves) pelo trabalho incrível que me colocou de volta em tão pouco tempo. Sobre a tornozeleira, é bom bater um papo com ele sobre isso. A tornozeleira é indicada quando é algo realmente necessário, para pessoas com problemas de ligamento, problemas crônicos... Meus tornozelos sempre foram saudáveis", declarou à TV Globo.

Em seguida, Macris chamou o próprio fisioterapeuta Fernando Alves para dar uma explicação mais técnica dos motivos pelos quais a levantadora não estava utilizando tornozeleira:

"Ela está jogando com uma proteção debaixo da meia. Por mais que ela tenha sofrido uma torção forte, não está com o tornozelo instável. Eu tenho que proteger, porém sem incomodar, posso limitar os movimentos, e a Macris é uma jogadora que se movimenta muito, salta numa perna só... Alguns casos são indicados, em outros, não".

Considerada titular da equipe do técnico José Roberto Guimarães, Macris iniciou a partida no banco de reservas com Roberta fazendo a função de levantadora. Ela entrou no decorrer da partida e não demonstrou limitações com a lesão recente.

A semifinal contra a Coreia do Sul acontecerá na próxima sexta-feira (6) em horário ainda a ser definido.