PUBLICIDADE
Topo

"Dia dele" e "goleiro de seleção principal": Santos ganha elogios no Japão

Santos defende pênalti cobrado por Eduardo Aguirre em México x Brasil pelas Olimpíadas - Lucas Figueiredo/CBF
Santos defende pênalti cobrado por Eduardo Aguirre em México x Brasil pelas Olimpíadas Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Do UOL, em São Paulo

03/08/2021 09h27Atualizada em 03/08/2021 10h40

A classificação da seleção brasileira para a final do futebol masculino nas Olimpíadas de Tóquio passa pelas mãos do goleiro Santos, que defendeu uma das cobranças do México na vitória por 4 a 1 nos pênaltis que garantiu a vaga para enfrentar a Espanha no próximo sábado (7), na busca pelo ouro. O jogador do Athletico-PR ganhou elogios pós-jogo em Kashima.

"O Santos é um goleiro de seleção principal. Hoje a seleção está muito bem servida na posição e o Santos vem junto, buscando espaço também. Ele tem nível para estar lá, é o melhor goleiro que eu tinha à disposição e vai fazer a diferença para a gente", disse o técnico André Jardine após a partida.

Santos é como se fosse uma quarta opção no gol da seleção principal, atrás de Ederson (Manchester City), Alisson (Liverpool) e Weverton (Palmeiras) na preferência do técnico Tite, que sempre que tem algum desfalque entre os três inclui o jogador. Na seleção olímpica, diante da impossibilidade de convocação do trio, foi a escolha de Jardine e tem feito boa campanha com apenas três gols sofridos em cinco jogos.

Contra o México, Santos defendeu a primeira cobrança, de Eduardo Aguirre, e viu a seguinte ir em direção à trave na batida de Johan Vásquez. Como só Carlos Rodríguez acertou para os estrangeiros e o Brasil marcou seus quatro gols, vaga na final e elogios de Richarlison para o goleiro: "Hoje vocês viram a confiança dos atletas para bater pênalti. Não foi treinado de agora, é desde o início. O Santos também salvou a gente no jogo e nos pênaltis, hoje foi o dia dele."

Santos e Reinier - Lucas Figueiredo/CBF - Lucas Figueiredo/CBF
Santos defendeu pênalti e Reinier marcou a cobrança decisiva do Brasil contra o México
Imagem: Lucas Figueiredo/CBF

Santos concedeu entrevista coletiva ao lado de André Jardine e comemorou a atuação que levou o Brasil para a terceira final olímpica consecutiva no futebol masculino.

"Fico feliz de poder ajudar os companheiros. Como o professor falou, para a seleção brasileira esse sonho começou há muito tempo e fico feliz de ajudar meus companheiros e cada um que vive esse momento. Espero continuar atuando da melhor maneira possível para ajudar, porque o objetivo é um só: essa medalha de ouro."