PUBLICIDADE
Topo

Alison exalta pódio repleto de recordistas: "fizemos história aqui hoje"

Colaboração para o UOL, de São Paulo

03/08/2021 08h35

Alison dos Santos, o Piu, recebeu hoje (3) a medalha de bronze dos 400m com barreiras, que foi uma das provas mais disputadas dessa Olimpíada. Todo o pódio quebrou a marca dos 46 segundos, recorde olímpico da prova até então. Alison, de apenas 21 anos, não escondeu o orgulho de estar fazendo parte da história do atletismo daquela forma.

"Fizemos história aqui hoje. Entramos na pista e cada um fez o melhor. Todo mundo, quase, saiu da prova com o recorde pessoal. Quebraram a barreira dos 46 segundos. Três atletas quebraram o recorde olímpico, isso é incrível, nunca aconteceu antes. Nunca teve uma prova tão forte antes. Eu fico feliz não apenas de competir, mas de ajudar a prova a ser mais forte", contou Alison ao canal SporTV, após o pódio. Segundo ele, foi uma surpresa ver o tempo que alcançou após a prova:

"Eu me surpreendi comigo mesmo Meu sonho era correr abaixo dos 47s. A marca que eu tinha na cabeça era 46s93. Achava que eu poderia fazer. Agora 46s72 eu não imaginava, ainda mais em uma final olímpica. Foi tudo muito perfeito".

Alison também brincou com um trecho da sua entrevista depois da prova, na madrugada de hoje (3). Ele não sabia que as medalhas da prova seriam entregues no mesmo dia e falou que teria que tomar banho para a cerimônia.

"Foi difícil esse banho. Foi difícil chegar no apartamento, mas tomei banho, passei um perfuminho, estou cheiroso, bem arrumado para receber a medalha", brincou o corredor.

Alison também comentou sobre o fator da idade. Ele foi medalhista olímpico aos 21 anos no atletismo, esporte que costuma ter atletas mais maduros no alto nível.

"A prova é muito jovem, todo mundo com menos de 27 anos. Tem muito tempo para a prova evoluir e vocês vão ver a prova dos 400m com barreira crescer ainda. Ser jovem e atingir esses feitos, fazer o que eu estou fazendo, dá confiança para as próximas competições. No atletismo, quanto mais velho, melhores os resultados, melhor a performance. Espero que não seja diferente comigo".

A medalha de bronze de Piu foi a primeira do Brasil no atletismo nestes Jogos Olímpicos. O país já conta com Darlan Romani, também favorito, na decisão do arremesso de peso.