PUBLICIDADE
Topo

Suécia vence Austrália no futebol feminino e decide ouro com Canadá

Asllani (da Suécia) e Polkinghorne (da Austrália) disputam a bola durante a semifinal do torneio feminino de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Anne-Christine POUJOULAT / AFP
Asllani (da Suécia) e Polkinghorne (da Austrália) disputam a bola durante a semifinal do torneio feminino de futebol nos Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: Anne-Christine POUJOULAT / AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/08/2021 10h02

Pela semifinal do torneio feminino de futebol dos Jogos Olímpicos de Tóquio, a Suécia venceu a Austrália por 1 a 0 com gol de Rolfo e garantiu um lugar na grande final da competição. As suecas disputam a medalha de ouro contra o Canadá, que, mais cedo, eliminou os EUA.

O primeiro tempo foi equilibrado, com uma chance clara para cada lado, mas o gol sueco logo as 37 segundos da segunda etapa mudou a dinâmica da partida. A partir do momento que tomou a liderança, a Suécia recuou, e as australianas pressionaram, mas não conseguiram chegar à igualdade.

Assim, a Suécia confirmou o favoritismo que carregava por conta de uma vitória contra a própria Austrália - 4 a 2 - na primeira fase, e de resultados contundentes, como um triunfo sobre os EUA por 3 a 0 na estreia da competição.

Próximos adversários

Classificada para a final, a Suécia encara o Canadá, que surpreendeu ao vencer os Estados Unidos por 1 a 0 na outra semifinal. O jogo acontece no Estádio Nacional de Tóquio, na próxima quinta-feira (5), às 23h (de Brasília).

Já a Austrália disputa a medalha de bronze com as norte-americanas. O jogo também é na próxima quinta-feira, um pouco mais cedo, às 5h (de Brasília), no estádio Ibaraki Kashima.

O jogo

Primeiro tempo

Favorita, a Suécia se impôs no jogo nos primeiros minutos e pressionou. Aos 23 minutos, a seleção europeia criou a melhor chance dos 45 minutos iniciais com Rolfo, que acertou uma pancada no travessão em chute que partiu da entrada da área.

A partir da metade da primeira etapa, a Austrália cresceu no jogo e equilibrou as ações. Forte na defesa e subindo as linhas de marcação, as australianas passaram a criar as melhores chances. Aos 39 minutos, Lindahl fez bela defesa em bola de fora da área.

Dois minutos depois, após cobrança de falta da direita, Sam Kerr chegou a desviar para o gol, mas o lance já havia sido anulado por conta de uma infração no meio da área sueca, na disputa de bola.

Segundo tempo

Logo no primeiro minuto do segundo tempo, a Austrália tomou um banho de água fria. Angeldal, com liberdade, avançou e bateu de fora da área. A bola desviou na defesa e enganou a goleira Teagan, que ainda conseguiu evitar o gol, rebatendo para o lado, sem força. A bola sobrou com a Suécia e Rolfo bateu para abrir o placar.

O gol mudou o jogo e a Suécia se retraiu, na esperança de segurar o resultado. A Austrália cresceu no jogo e passou a pressionar, criando sua melhor chance aos 28 minutos, quando Catley recebeu dentro da área e bateu cruzado. Lindahl fez boa defesa e colocou para escanteio.

Apesar da presença mais constante no campo de ataque, com vários escanteios, a Austrália não conseguiu ser efetiva a ponto de fazer as adversárias passarem grande perigo.

No fim do jogo, as australianas se lançaram completamente ao ataque e se abriram na defesa, permitindo que a Suécia tivesse duas chances de matar o jogo. Na primeira, Asllani até colocou a bola na rede, mas Blackstenius, que deu a assistência, estava impedida. Na segunda, a própria Blackstenius, sem irregularidades, bateu por cima do gol, sem goleira.

Nada que fizesse falta para a Suécia, que se defendeu bem e segurou o triunfo até o fim.