PUBLICIDADE
Topo

Luizomar dá depoimento emocionante após derrota do Quênia para o Brasil

Luizomar de Moura, técnico do Quênia - Arquivo pessoal
Luizomar de Moura, técnico do Quênia Imagem: Arquivo pessoal

Colaboração para o UOL, em São Paulo

02/08/2021 12h46

O brasileiro Luizomar de Moura, técnico do Quênia, deu um depoimento comovente após a vitória da seleção brasileira sobre sua equipe nos Jogos Olímpicos de Tóquio.

Luizomar já havia comentado que treinar o time queniano o ajudou a superar a covid-19. Ele passou 10 dias internado na UTI antes de receber o convite da Federação Internacional de Vôlei - num projeto para melhorar o nível das africanas.

"É agradecer a Deus pela oportunidade de estar vivo em um momento em que o Brasil perdeu tantas vidas. Estar aqui é agradecer sempre. Agradecer à oportunidade da Federação Internacional, agradecer como eu fui recebido pela Federação Queniana, pelas atletas e, no futuro… Eu nem imaginava esse ano estar aqui. Aconteceu em abril, mas foi algo que eu sonhei durante a vida inteira", disse ao microfone da TV Globo.

O treinador brasileiro também falou sobre a emoção de abraçar a Tandara, a Camila Brait e a Natália "em cima dos arcos olímpicos".

"Era uma coisa que lá atrás, em 2005, a gente falava: 'olha, se vocês se esforçarem, vão ser atletas olímpicas'. E elas foram conquistando esse direito. E, de alguma forma, eu também sonhava com isso. Assistia a elas na televisão. Então, encontrar o Brasil aqui, que está mostrando um grande time, que tem tudo para brigar na competição, foi uma honra. Gratidão, amigo", completou.

Na manhã de hoje, a seleção brasileira venceu o Quênia por 3 sets a 0 na última rodada da fase de grupos dos Jogos. O Brasil se classificou, de forma invicta, na primeira colocação do Grupo A, já as quenianas estão eliminadas da competição.