PUBLICIDADE
Topo

Semifinalista dos 100m, nigeriana é suspensa das Olimpíadas por doping

Blessing Okagbare, atleta da Nigéria, foi suspensa por doping  - Christian Petersen/Getty Images
Blessing Okagbare, atleta da Nigéria, foi suspensa por doping Imagem: Christian Petersen/Getty Images

Colaboração para o UOL, em São Paulo

31/07/2021 02h21

Um dos grandes nomes das Olimpíadas de Tóquio-2020, a velocista nigeriana Blessing Okagbare foi suspensa provisoriamente neste sábado (31), após a Unidade de Integridade de Atletismo (AIU, na sigla em inglês) divulgar que ela teve resultado positivo para hormônio de crescimento humano (HGH). O teste foi realizado fora do período de competição, no dia 19 de julho, quatro dias antes do início dos Jogos Olímpicos.

A atleta de 32 anos foi comunicada da suspensão minutos após vencer sua bateria nos 100m rasos, com 11s05, e se classificar para a semifinal da prova, que será disputada neste domingo (1º), no Estádio Olímpico de Tóquio.

De acordo com os regulamentos de doping, ela pode solicitar que a amostra "B" seja analisada. Okagbare ganhou a medalha de prata no salto em distância nas Olimpíadas de Pequim-2008 e no Campeonato Mundial de 2013. Ela também conquistou o bronze nos 200m no Mundial de 2013 em Moscou.

A notícia chega dois dias depois de 10 outros atletas nigerianos terem sido declarados inelegíveis para os Jogos. A Unidade de Integridade de Atletismo decidiu que eles não poderiam participar devido ao não cumprimento dos requisitos de testes de drogas fora de competição no período de preparação para as Olimpíadas.

Okagbare chegou a Tóquio em excelente forma e estava entre as principais candidatas por um lugar no pódio. E vinha credenciada por bons tempos na temporada, como os 10s89 obtidos este ano em prova na Hungria.