PUBLICIDADE
Topo

Vôlei de praia: Após superar covid-19, Bruno agradece 'não ter desistido'

Bruno, durante duelo entre  Brasil x Polônia, no vôlei de praia masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio - Wander Roberto/COB
Bruno, durante duelo entre Brasil x Polônia, no vôlei de praia masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: Wander Roberto/COB

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 11h43

A dupla Evandro e Bruno Schmidt se classificou às oitavas de final do vôlei de praia masculino dos Jogos Olímpicos de Tóquio com a primeira colocação do grupo E, após vencer a dupla polonesa Bryl e Fijalek. O avanço na competição com 100% de aproveitamento acontece meses depois de Bruno ter conseguido superar um quadro complicado de covid-19.

Apenas 150 dias antes do início das Olimpíadas, o atleta foi internado, em um hospital em Vila Velha, devido a um "quadro pulmonar por infecção de covid", segundo boletim médico à época. Após quatro dias, deixou a UTI. No fim de fevereiro, duas semanas depois de ter dado entrada na unidade, foi liberado para voltar para casa.

Por conta deste episódio, inclusive, ele ficou fora da disputa da sétima etapa do Circuito Brasileiro de Vôlei de Praia.

Bruno se recuperou e chegou à capital japonesa para lutar por uma nova medalha olímpica — foi campeão na Rio-2016, ao lado de Alison. Com a classificação assegurada, Bruno foi questionado pela repórter do SporTV o que gostaria de dizer para "o Bruno que há cinco meses estava internado lutando contra a covid".

"O Bruno de hoje agradeceria muito ao Bruno de cinco meses atrás por ter saído e encarado essa, encarado de frente, sabendo que não ia chegar aqui 100%. Se chegasse no 70% ou no 80%, ele iria dar o máximo, como o Bruno de agora está dando. Agradeço àquele Bruno por não ter fraquejado, por não ter desistido. Graças a ele, lá atrás, estou aqui jogando", disse.

Logo depois, o companheiro Evandro pediu a palavra:

"Falar só uma coisa em relação a isso. Eu converso muito com os familiares do Bruno, com os pais, com a esposa. E para o Bruno sempre foi assim, uma dificuldade muito grande, um algo a mais dele. Esse foi mais um obstáculo na vida que ele passou, que está se superando cada dia mais, e cada vez está indo mais longe. Só quero agradecer a ele por ter passado por isso, por estar motivado a cada dia que passa, e estar motivado para conquistar cada vitória, cada passo no nosso time", afirmou.