PUBLICIDADE
Topo

Maria Suelen sente lesão no joelho e está fora da repescagem do judô

Brasileira Maria Suelen Altheman, de branco, em ação contra Anamari Velensek nas Olimpíadas de Tóquio - Annegret Hilse/Reuters
Brasileira Maria Suelen Altheman, de branco, em ação contra Anamari Velensek nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: Annegret Hilse/Reuters

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 01h24

A brasileira Maria Suelen Altheman sentiu lesão no joelho esquerdo durante a luta das quartas de final do judô nas Olimpíadas de Tóquio, contra a francesa Romane Dicko e, após avaliação do departamento médico da seleção brasileira, a atleta de 32 anos não terá condições de lutar a repescagem. A judoca passará por exames de imagem ainda nesta sexta-feira (30), em Tóquio.

Natural de Amparo, interior de São Paulo, Suelen ainda tem a disputa por equipes, mas é muito difícil ter a confirmação dela entre o grupo. "A Maria Suelen me ligou, chorando bastante, triste. Dói muito. Falando que teria chance mesmo com a derrota. Teve suspeita de lesão com rompimento do tendão patelar. Ela está indo para a Vila Olímpica para fazer exames e confirmar a lesão. Temos que esperar, mas, se esta suspeita se confirmar, não tem a mínima condição de lutar amanhã", disse o técnico dela, Leandro Guilheiro, no SporTV.

A luta

O embate começou muito parelho, com ambas se atacando e conseguindo se manter em igualdade. Entretanto, em um lapso, a francesa conseguiu um ippon, finalizando a luta. Na queda, Maria Suelen acabou com o joelho deslocado para a direção errada e se machucou. Um dos desafios da judoca para Tóquio-2020 era exatamente não aumentar e nem diminuir o peso, por causa das cirurgias que teve no joelho.

Filme na cabeça

Esse não é a primeira vez que Maria Suellen passa por situação semelhante. No Mundial de 2014, ela se lesionou durante luta contra a cubana Idalys Ortiz, uma de suas principais adversárias, e precisou deixar o tatame de maca.

Posteriormente, exames apontaram ruptura no ligamento cruzado do joelho direito, com necessidade de cirurgia.

Errata: o texto foi atualizado
Diferentemente do informado no texto, a brasileira luta na categoria +57kg. O erro foi corrigido