PUBLICIDADE
Topo

Evandro e Bruno batem poloneses e avançam em 1º no vôlei de praia

Evandro em vitória do Brasil contra Polônia - Sean M. Haffey/Getty Images
Evandro em vitória do Brasil contra Polônia Imagem: Sean M. Haffey/Getty Images

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 10h10

Evandro e Bruno derrotaram a dupla polonesa Bryl e Fijalek por 2 sets a 1 (19/21; 21/14 e 17/15), no vôlei de praia masculino nos Jogos Olímpicos de Tóquio, e se classificam em primeiro no grupo E. Já com a vaga às oitavas garantida antes da partida, a dupla brasileira jogou para decidir quem passaria em primeiro e teve pela frente um jogo bastante equilibrado, porém, foi superior e assegurou a vitória no no tie-break.

Com o resultado, o time verde e amarelo manteve os 100% de aproveitamento na competição — já tinham derrotado Marco Grimalt e Esteban Grimalt, do Chile, e Mohammed Abicha e Zouheir Elgraoui, de Marrocos. Agora, Evandro e Bruno aguardam outros resultados para conhecerem a dupla adversária na próxima fase.

O jogo

O time verde e amarelo começou o duelo conseguindo mostrar consistência no ataque e na defesa, e até chegou a ter vantagem no placar por 10 x7. Porém, Bryl e Fijalek melhoraram no jogo e conseguiram equilibrar as ações. Com alguns erros dos brasileiros, os poloneses fecharam o primeiro set.

Já na segunda etapa, Evandro e Bruno foram bem superiores e, com uma larga vantagem no mercado, souberam administrar para empatar o jogo sem sustos.

Com a igualdade, o duelo foi para tie-break. E sobrou emoção! As duplas não conseguiram se desgarrar muito na pontuação, mas os poloneses levavam ligeira vantagem. Com uma troca de estratégia dos brasileiros, o ritmo ficou mais intenso. Bryl e Fijalek tiveram a oportunidade de fechar, mas Bruno salvou. Pouco depois, o Brasil passou à frente e conseguiu a vitória.

"Jogo importantíssimo"

Após a vitória que fez a dupla garantir a liderança do grupo, Bruno ressaltou que é necessário colocar o "time à prova" e classificou o jogo como "importantíssimo" para a caminhada nestas Olimpíadas. Ele salientou que, a todo o momento, a dupla pensava somente no resultado positivo.

"Fase de grupo, óbvio que queremos ganhar, ficar em primeiro. É importante passar por dificuldades, colocar o time à prova. Tivemos isso já no primeiro jogo. Tenho certeza que ter virado no tie-break foi um reflexo do nosso início. Depois do primeiro jogo na chave, pegamos um jogo com giro mais baixo, em que ficamos o tempo todo na frente. Os jogos do início têm isso. Começa forte, desacelera, tem momento de descanso e a volta para decidir a chave", disse, ao SporTV.

"Jogo importantíssimo. Jogo em que estávamos o tempo todo, no primeiro set, na frente e deixamos escapar. O que achei bacana foi que os dois estavam, o tempo todo, positivos. E o Evandro cada vez mais soltando o jogo dele", completou.