PUBLICIDADE
Topo

Etiene nadou as Olimpíadas com lesão séria no joelho após cair de patinete

Ana Vieira, Etiene Medeiros e Larissa Oliveira, da seleção brasileira de natação, participaram do 4x100m livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio - Satiro Sodré/SSPress/CBDA
Ana Vieira, Etiene Medeiros e Larissa Oliveira, da seleção brasileira de natação, participaram do 4x100m livre nos Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: Satiro Sodré/SSPress/CBDA

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Tóquio

30/07/2021 09h19

Brasileira mais vitoriosa da natação feminina, Etiene Medeiros encerrou nesta sexta (30) de forma melancólica sua participação nos Jogos Olímpicos de Tóquio, sendo apenas 29ª colocada nos 50m livre, prova na qual foi finalista na Rio-2016. Mas existe uma explicação para esse resultado ruim: ela veio ao Japão com uma lesão no joelho direito, no ligamento cruzado anterior. Ainda não está definido se ela será submetida a cirurgia na volta ao Brasil.

Pelo que apurou o UOL Esporte, Etiene sofreu a lesão há um mês, quando a seleção já estava na Europa, onde realizou a aclimatação antes de viajar até o Japão. A lesão ocorreu em uma queda passeando de patinete, no período em que disputava o Troféu Sette Colli, em Roma, na Itália.

Mesmo sem condições de entregar um bom resultado, ela foi mantida na convocação pela Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA). Nem Etiene nem a CBDA, tampouco o Comitê Olímpico do Brasil (COB), informaram sobre a situação. Hoje, procurada pela reportagem, a CBDA confirmou a lesão.

Machucada, Etiene fez o quinto pior tempo das eliminatórias do revezamento 4x100m livre entre todas as 60 participantes. Nadou a terceira perna do Brasil em 55s42, contra 54s06 da adolescente Stephanie Balduccini, de apenas 16 anos. Por conta da lesão, a pernambucana precisou inclusive mudar a perna de apoio para a largada.

Apesar disso, a comissão técnica entendeu que era preferível ter Etiene na equipe a escalar Aline Rodrigues, que está em Tóquio para o 4x200m e que foi quinta colocada na seletiva olímpica nos 100m livre. A sexta colocada, Daynara de Paula, não foi inscrita.

Hoje Etiene fez o 29º tempo das eliminatórias dos 50m livre, 25s45, e ficou longe de uma vaga na semifinal. A nadadora não fez índice na Seletiva Olímpica, mas a CBDA agiu nos bastidores para que a Federação Internacional de Natação (Fina) reconhecesse os tempos do Maria Lenk de 2019 como válidos para inscrição em Tóquio, exatamente para que Etiene pudesse nadar os 50m livre no Japão. Ela não se classificou nos 100m costas, sua antiga especialidade.