PUBLICIDADE
Topo

Brasileiras perdem set point, caem diante de suíças e vão disputar o bronze

Reuters
Imagem: Reuters

Felipe Pereira

Do UOL, em Tóquio

29/07/2021 09h45

Luisa Stefani e Laura Pigossi começaram a semifinal olímpica de maneira espetacular, abrindo 4/0 diante das suíças Belinda Bencic e Viktorija Golubic. As brasileiras, contudo, não converteram um set point, levaram a virada e, por 7/5 e 6/3, acabaram eliminadas da chave de duplas dos Jogos Olímpicos Tóquio-2020.

As paulistas, que só tiveram sua vaga na competição confirmada oito dias antes da estreia, ainda podem sair da capital japonesa com a melhor campanha da história do tênis brasileiro. Elas vão brigar por um inédito bronze contra as russas Elena Vesnina e Veronika Kudermetova, atuais vice-campeãs de Wimbledon. A partida ocorre no sábado.

Até o início dos Jogos de Tóquio, apenas um brasileiro havia alcançado uma semifinal olímpica no tênis: Fernando Meligeni, em Atlanta-1996. Fininho, porém, perdeu as semifinais e a disputa pelo bronze e voltou sem medalha.

Começo fulminante

O começo não poderia ter sido melhor para as brasileiras que venceram 12 dos 13 primeiros pontos da partida. Logo no primeiro game, após duas falhas de Bencic do fundo de quadra e um voleio errado de Golubic, Luisa e Laura conseguiram a primeira quebra de saque. Stefani confirmou seu serviço sem problemas e, sem perder pontos, o time verde-e-amarelo quebrou o saque de Golubic no terceiro game com um belo voleio de Pigossi no break point.

O ótimo início, contudo, não resolveu. As suíças passaram a errar menos e, aos poucos, equilibraram a partida. Primeiro, quebraram o saque de Luisa no sexto game e encostaram no placar. A delegação do tênis tentou empurrar o time com gritos de "vamos!", mas pouco adiantou.

Com o Brasil sacando em 5/4, as suíças salvaram um set point quando Stefani errou um smash e conseguiram mais uma quebra, o que igualou a parcial em 5/5. Aproveitando o embalo, as europeias foram agressivas no 12º game e, após dois winners de Bencic e outro de Golubic, converteram seu primeiro set point e fecharam o set em 7/5 com um erro de Pigossi do fundo de quadra.

Duplas faltas pesam

Stefani voltou a confirmar seu saque no segundo game do segundo set, o que freou o bom momento das adversárias. As brasileiras até conquistaram dois break points no terceiro game, não converteram. Pigossi errou uma devolução no primeiro, e Bencic encaixou uma ótima direita em seguida. No sexto game, Bencic e Golubic voltaram a ameaçar o serviço de Stefani.

A brasileira cometeu uma dupla falta e errou uma esquerda do fundo de quadra, cedendo três break points (0/40). Luisa sacou bem e salvou os três e um quarto break points, as cometeu duas duplas faltas em sequência e cedeu a quebra.

A parceria suíça aproveitou o bom momento e logo abriu 5/2. Enquanto isso, o time brasileiro parecia abatido e não ofereceu mais resistência. Laura confirmou seu serviço no oitavo game, mas Bencic não vacilou no saque, e a Suíça avançou à final.

As brasileiras apareceram abatidas na zona mista, principalmente Pigossi. "No momento, estamos bem frustradas, é recente. Mas vamos conversar com os técnicos para ver onde melhorar pra isso não acontecer de novo", declarou Pigossi.

Número 23 do ranking mundial de duplas feminino, Stefani lamentou que as suíças conseguiram anular seu jogo. "Elas neutralizaram minha subida a rede. A gente deveria ter sido mais agressiva na paralela, abusamos do cruzado."

Grande parte da anulação das subidas à rede se deve aos lobs de Bencic. A tenista se classificou para as finais de simples e duplas, uma campanha vitoriosa em Tóquio.