PUBLICIDADE
Topo

Gustavo Tsuboi perde nas oitavas e está eliminado das Olimpíadas

Brasileiro Gustavo Tsuboi durante partida pelos Jogos Olímpicos de Tóquio - REUTERS/Luisa Gonzalez
Brasileiro Gustavo Tsuboi durante partida pelos Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: REUTERS/Luisa Gonzalez

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/07/2021 05h32Atualizada em 27/07/2021 07h05

Após duas vitórias consecutivas, Gustavo Tsuboi teve dificuldades contra Lin Yun-ju, do Taipei. O jovem, número seis do mundo, venceu por 4 a 2 pelas oitavas de final do tênis de mesa nas Olimpíadas de Tóquio. O resultado elimina o representante do Brasil.

Com parciais de 11/5, 11/7, 11/2, 9/11, 9/11 e 13/11, o adversário de Tsuboi mostrou superioridade no começo da partida. O brasileiro tentou uma reação, mas não foi o suficiente para garantir a classificação.

Tsuboi se tornou o terceiro brasileiro a chegar a esta fase do tênis de mesa em uma Olimpíada. Antes, Hugo Oyama, em Atlanta-1996, e Hugo Calderano, no Rio-2016, já haviam atingido tal marca.

O jogo

O primeiro set foi de superioridade do atleta do Taipei. Yun-ju levou a melhor com 11 a 5, fazendo 1 a 0 na partida. No segundo set, a disputa foi mais equilibrada, mas ainda assim o adversário de Tsuboi venceu por 11 a 7 e abriu a vantagem de 2 a 0.

O jovem número 6 do mundo voltou a impor pressão no terceiro set e não deu tempo para o brasileiro pensar em como reverter a situação. Yun-ju venceu por 11 a 2, deixando o placar em 3 a 0.

No quarto set, o jogo começou um pouco mais disputado, mas o adversário soube neutralizar a pressão imposta por Tsuboi, que usou de sua experiência para conseguir vencer seu primeiro set. Com uma parcial de 11 a 9, o brasileiro se manteve vivo na disputa. Após a derrota, Yun-ju voltou para o quinto set e viu Tsuboi impecável, colocando a experiência em jogo e vencendo por 11 a 9, deixando o jogo em 3 a 2.

O sexto set foi um dos mais disputados entre os dois. Enquanto o jovem demonstrava muita frieza, Gustavo colocou emoção na partida, buscando o resultado. Porém, o atleta do Taipei venceu por 13/11, fechando a partida.

"Jogos Olímpicos memorável"

Após a partida, Tsuboi disse que deixa os Jogos Olímpicos de Tóquio com um "gostinho de quero mais". O brasileiro lamentou o resultado nas oitavas, mas salientou a reação que teve no duelo e avaliou positivamente a participação nos Jogos Olímpicos.

"Depois do jogo, fica aquele gostinho de quero mais. Dava para ser um pouco melhor, tive três sets points no sexto set e alguns detalhes que determinaram que ele conseguisse encostar. Meu saque não saiu muito bem quando eu vencia por 10 a 8. Agora, a gente fica remoendo as coisas que deram errado, mas, no geral, foi um jogo muito bom", indicou.

"Para mim, foi um grande torneio. Jogos Olímpicos memorável para mim porque, em outras edições, eu não tinha conseguido ter uma boa performance. Aqui, o primeiro jogo foi muito difícil para mim, pressão muito grande. Acho que para todo mundo, todos os atletas que passaram por essa fase de pandemia, sacrifícios", disse, ao SporTV

O atleta aproveitou para elogiar e agradecer ao técnico Paco, que, segundo ele, foi essencial para que conseguisse mudar o cenário da partida contra Lin Yun-ju:

"Ele estava me dominando, eu não conseguia me adaptar ao estilo dele, tem uma técnica muito apurada. O ritmo dele estava muito rápido para mim. Foi fundamental que o Paco estava ali comigo para me colocar nos trilhos, aproveitar o momento de estar em um Jogos Olímpicos. Isso foi fundamental. Ele falou para eu celebrar cada ponto porque fazer ponto nele é muito difícil. Esse conceito deu muito certo, consegui ganhar dois sets, quase três. Acho que eu consegui deixar ele desconfortável, o que não acontece muito".