PUBLICIDADE
Topo

Eduardo Yudi perde em estreia no judô e está eliminado das Olimpíadas

Eduardo Yudi - Abelardo Mendes Jr /Rede do Esporte
Eduardo Yudi Imagem: Abelardo Mendes Jr /Rede do Esporte

Colaboração para o UOL, em São Paulo

27/07/2021 00h22

O brasileiro Eduardo Yudi foi derrotado em sua estreia no judô (categoria até 81kg), em luta realizada contra o israelense Sagi Muki, e está eliminado das Olimpíadas de Tóquio.

O duelo começou com bastante intensidade. Na reta final do primeiro round, o adversário do judoca brasileiro aplicou um ippon, o que tirou Eduardo da disputa na competição.

Ao deixar o tatame, Yudi agradeceu aos treinadores pela jornada que teve até chegar aos Jogos Olímpicos. Emocionado, enfatizou que deu seu melhor, mas o resultado não foi o esperado.

"Infelizmente não consegui fazer o que eu queria fazer. Deixei muito ele fazer o jogo dele, na verdade. Eu estava muito preocupado com o jogo dele e acabei ficando muito defensivo", destacou Yudi.

O judoca ainda destacou a necessidade de corrigir alguns erros pontuais e também comemorou a participação em Jogos Olímpicos:

"Só tenho que agradecer mesmo. Fico muito feliz com essa jornada para chegar aqui, mas na questão de resultado, de competição, tenho muitas coisas para corrigir. Primeiro, preciso errar menos. Meu ataque é forte. Então, tenho que colocar o adversário para se preocupar. Depois a parte física. Viemos num ritmo de competição muito forte e ficou um pouco difícil na questão de periodização. Estou triste pelo resultado, mas sou grato por tudo que aconteceu comigo até chegar aqui", acrescentou.

Eduardo Yudi Brito Santos, de 26 anos, defende o Clube Pinheiros, em São Paulo, e também é terceiro-sargento do exército dentro do PAAR (Programa de atletas de alto rendimento). Filho de imigrantes japoneses, ele nasceu em Shimotsuma-shi, cidade situada na província de Ibaraki (82 km de Tóquio).

Última esperança

Ainda na madrugada desta terça-feira (27), a brasileira Ketleyn Quadros voltará aos tatames para enfrentar Gankhaich Bold, da Mongólia, nas oitavas de final.