PUBLICIDADE
Topo

Léo de Deus comemora resultado, mesmo sem medalha: 'deixei tudo na água'

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio (Japão)

27/07/2021 23h22

Classificado às finais dos 200m borboleta com o segundo melhor tempo, o sul-matogrossense Léo de Deus entrou em cena novamente nesta terça-feira (manhã de quarta no Japão), na raia cinco, com a missão de conquistar mais uma medalha para o Brasil nos Jogos Olímpicos. Contudo, sem sucesso. Ele acabou na sexta colocação. O ouro ficou com o húngaro Kristof Milak.

O brasileiro de 30 anos, que disputa sua terceira Olimpíada, apesar de não ter conseguido lugar no pódio, repetiu o feito antes atingido apenas por Kaio Márcio, sétimo colocado na edição de Pequim, em 2008.

"Eu busquei entregar o meu melhor nesta minha terceira edição de Jogos Olímpicos. Eu estava buscando a minha final olímpica. A gente classificou na raia cinco, com esperança; vendo alguns atletas de fora, o sonho com a medalha ficou bem mais próximo. Entreguei o meu melhor, deixei tudo na água, sexto do mundo, melhor tempo da minha vida nas eliminatórias. Saio daqui de cabeça erguida. A gente sempre quer a medalha, viver esta experiência, mas saio como vitorioso", destacou Léo.