PUBLICIDADE
Topo

Calderano celebra feito inédito no tênis de mesa: 'Senti a emoção de todos'

Hugo Calderano, mesatenista do Brasil - Wander Roberto/COB
Hugo Calderano, mesatenista do Brasil Imagem: Wander Roberto/COB

Colaboração ao UOL, no Rio de Janeiro (RJ)

27/07/2021 10h50

O mesatenista Hugo Calderano venceu o coreano Jang Woo-jin e se classificou às quartas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio, feito inédito para o Brasil até então. No Rio de Janeiro, em 2016, o atleta havia chegado às oitavas, igualando a marca de Hugo Hoyama em Atlanta 1996.

Logo após a partida, Calderano foi abraçado por toda a delegação da modalidade e não escondeu a emoção de ter colocado o nome na história, após um ano com algumas dificuldades.

O próximo duelo será contra o alemão Dimitrij Ovtcharov, amanhã (28), às 9h, de Brasília.

"Senti isso quando todo mundo do Brasil veio me abraçar. Senti a emoção de todos, eu até estou ficando emocionado. O último ano não foi fácil, não tive os melhores resultados, mas continuei muito confiante que conseguiria voltar a jogar o meu melhor nível", disse ele, lembrando não ter muito tempo para comemorar.

"Agora, vou descansar. Tentar comemorar um pouco, mas não tem tanto tempo. Vou aproveitar esse tempo e, depois, me concentrar para mais uma batalha", completou.

Calderano ressaltou ainda ter ficado orgulhoso por ter conseguido manter o foco durante o confronto com Jang Woo-jin. O brasileiro venceu por 4 sets a 3, em jogo que teve muitas alternâncias no placar.

"Sensação incrível. Jogo sensacional. Como falei em outra entrevista, todo jogo de 4 a 3 tem muitos jogos dentro dele mesmo. Então, tem de ter cinco, seis táticas diferentes para conseguir ganhar. É muita variação, é uma batalha mental. Estou bem orgulhoso de ter conseguido manter meu foco até o final e conseguir essa vitória", disse, ao SporTV.