PUBLICIDADE
Topo

Milena Titoneli vence haitiana na repescagem e disputa bronze no taekwondo

Milena Titoneli, brasileira do taekwondo, em treino durante os Jogos Olímpicos de Tóquio - Miriam Jeske/COB
Milena Titoneli, brasileira do taekwondo, em treino durante os Jogos Olímpicos de Tóquio Imagem: Miriam Jeske/COB

Beatriz Cesarini

Do UOL, em Tóquio

26/07/2021 07h10

Pela categoria até 67 kg do Taekwondo, Milena Titoneli venceu a haitiana Lauren Lee, do Haiti, por 26 a 5 nesta segunda-feira (26), na primeira luta da repescagem. Assim, a brasileira garantiu vaga na disputa da medalha de bronze. Agora, ela enfrenta Ruth Gbagbi (Costa Marfim), bronze no Rio-2016 e campeã mundial em 2017, em combate previsto para as 8h30 (de Brasília).

O combate começou com a brasileira logo encaixando dois golpes seguidos. Somados a uma punição e mais um golpe no peito, Titoneli vencia por 3 a 0 com 30 segundos de luta. Logo, ela encaixou um chute na cabeça e abriu 7 a 0, pouco antes de Lauren Lee marcar seus primeiros dois pontos.

No minuto final do primeiro round, Milena Titoneli encaixou mais uma sequência de bons socos, aproveitou mais uma punição para a haitiana e encerrou os primeiros dois minutos demonstrando superioridade, vencendo por 12 a 2.

No segundo round, logo a brasileira encaixou dois chutes na cabeça, abrindo 18 a 2 antes mesmo dos 30 segundos do assalto. Na sequência, ambas trocaram golpes, e a pontuação foi para 20 a 4. Antes do fim, a brasileira ainda encaixou mais um chute na cabeça, um golpe no peito e sofreu uma punição por sair do local de luta: 24 a 5.

No início do terceiro round, Milena Titoneli marcou dois pontos, de cara, anotando 26 a 5, Assim, a luta foi encerrada antes do fim do assalto por conta da vantagem superior a vinte pontos.

Caminho até a repescagem

Milena Titoneli iniciou sua trajetória nas Olimpíadas de Tóquio contra a jordaniana Julyana Al-Sadeq e logo encontrou dificuldades. Em uma luta complicada, a brasileira empatou em pontos com a adversária, 9 a 9, mas foi declarada vencedora no critério de "superioridade", que avalia que ela foi melhor durante toda a luta.

Nas quartas de final, Titoneli foi derrotada pela croata Matea Jelic por 27 a 9, garantindo vaga na repescagem após a vitória de Jelic sobre a norte-americana Paige McPherson por 15 a 4 na semifinal. O regulamento prevê a segunda chance para quem for derrotado por uma finalista.

Campeã Pan-americana

Esta é a primeira participação da lutadora brasileira de 22 anos em uma edição de Jogos Olímpicos. A paulista ganhou destaque em 2019 ao conquistar a medalha de bronze no Mundial de Taekwondo em Manchester (Inglaterra) e a medalha de ouro nos Jogos Pan-americanos de Lima, quando venceu a norte-americana Paige McPherson na final. A brasileira foi eleita a atleta do ano pela Confederação Brasileira de Taekwondo naquele ano.

Em 2021, Milena venceu o Pan-americano da modalidade disputado no México e também conquistou a medalha de ouro no Open de Taekwondo - também disputado no México. Ela chegou aos Jogos Olímpicos como a 8ª colocada no ranking mundial.