PUBLICIDADE
Topo

Flavinha melhora de torção no tornozelo e deve voltar a treinar amanhã

Flávia Saraiva lesionou o tornozelo durante apresentação no solo - Lindsey Wasson/Reuters
Flávia Saraiva lesionou o tornozelo durante apresentação no solo Imagem: Lindsey Wasson/Reuters

Demétrio Vecchioli

Do UOL, em Tóquio

26/07/2021 11h21

Classificada para a final da trave na ginástica artística, Flávia Saraiva corre contra o tempo para estar apta para competir no próximo dia 3 (terça-feira), em Tóquio. Ontem (25) ela não completou sua participação na fase classificatória do individual geral, depois de sentir uma lesão no tornozelo direito durante a apresentação de salto.

De acordo com o chefe de equipe da ginástica, Henrique Motta, Flavia teve um entorse no tornozelo, mas não precisou ser submetida a exame de imagem. Hoje (26) o edema já havia diminuído. "Ela vai ser avaliada dia a dia", afirmou Motta. A expectativa é que ela já treine amanhã (27) em Tóquio.

Flávia machucou o tornozelo durante a preparação para a Olimpíada e a lesão a fez perder o Campeonato Pan-Americano disputado no Rio de Janeiro. A ginasta estava bem antes da competição, mas, durante a apresentação no solo, ontem, sentiu o tornozelo "mole". "Foram dois meses me recuperando, aí hoje no meio da série senti ele mole, mas não queria desistir", afirmou após a prova.

Flávia terminou a apresentação do solo mancando muito, sem conseguir colocar o pé no chão, e a comissão técnica optou por poupá-la. Ela poderia tentar se apresentar ainda no salto e nas barras assimétricas, para tentar uma vaga na final do individual geral, na quinta (29), mas a comissão preferiu que ela se dedique à recuperação para apostar tudo na trave, cuja final é no dia 3.