PUBLICIDADE
Topo

Flavia Saraiva revela apoio de Rebeca e projeta recuperação até a final

Flávia Saraiva chora e é consolada por treinador após machucar o tornozelo na parte final de sua apresentação no solo - Lindsey Wasson/Reuters
Flávia Saraiva chora e é consolada por treinador após machucar o tornozelo na parte final de sua apresentação no solo Imagem: Lindsey Wasson/Reuters

25/07/2021 10h40

Flavia Saraiva chorou pela dor no tornozelo direito que a impediu de seguir adiante nas provas da ginástica feminina neste domingo de disputa nas Olimpíadas de Tóquio. Contudo, ela pôde comemorar a vaga na final da trave, aparelho em que é especialista.

"Ah, eu dei uma forçada nele no meio da série do solo e acabei me prejudicando um pouco para o final. E aí eu tive que tomar uma grande decisão, né? Esperar para ver se eu pegava a final da trave ou entrar para tentar a final individual geral. Foi uma decisão sábia que a minha equipe conseguiu tomar, por que eu não queria desistir, eu queria ir até o final", disse em entrevista ao Sportv.

Flavinha contou também que recebeu apoio da colega Rebeca Andrade, que teve um dia particularmente especial e conseguiu vaga em três decisões e usou seu exemplo de superação para incentivar a amiga.

"A Rebeca me disse palavras incríveis. Ela tem três cirurgias de (ligamento) cruzado no joelho. Não é fácil o que ela fez. Ela voltou, correu atrás de todos os objetivos dela, e ela até falou isso para mim: 'Cara, se eu consegui depois de três cirurgias, você também consegue. Vamos lá, força'", contou.

A ginasta disse que agora é momento de aproveitar o tempo que terá até a final, que está marcada apenas para o dia 4 de agosto.

"Agora é tentar me recuperar. Tem uma semana e meia, trave é só quarta-feira que vem. E tentar cuidar desse pé. Eu já havia lesionado ele antes, eu estou treinando não tem nem dois meses direito para tentar competir numa Olimpíada. Eu sei que eu tive que ter muita força para continuar treinando, com dor. Tentar correr atrás do tempo perdido", disse.

"Eu consegui chegar até aqui, estou muito feliz. Só que ocorreu isso, que me deixou um pouco chateada, mas sempre tem o lado bom nas coisas. Estar numa final olímpica é muito importante", completou.