PUBLICIDADE
Topo

Brasileiro Kelvin Hoefler se classifica para final do skate street

O brasileiro Kelvin Hoefler faz sua manobra no skate nas Olimpíadas de Tóquio - JEFF PACHOUD/AFP
O brasileiro Kelvin Hoefler faz sua manobra no skate nas Olimpíadas de Tóquio Imagem: JEFF PACHOUD/AFP

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/07/2021 23h00Atualizada em 25/07/2021 00h01

O brasileiro Kelvin Hoefler está na final do skate street. Com 34,69 pontos, ele terminou na quarta colocação da classificação geral, e briga por medalha ainda hoje, às 00h25 (horário de Brasília).

Kelvin foi o único brasileiro a terminar entre os oito primeiros. Giovanni Vianna terminou no 12º lugar, com 28,15, e Gustavo Felipe foi o 14º, com 24,75.

Sete vezes campeão do X Games, Nyjah Huston também estará na decisão do skate street. O norte-americano somou 34,87 e terminou na terceira colocação geral.

O primeiro colocado foi o francês Aurelien Giraud, com 35.88 pontos, seguido por Jagger Eaton (EUA), com 35,07.

Os brasileiros na prova

Cada skatista fez duas voltas de 45 segundos mais cinco manobras. No total, sete jurados distribuíram notas para cada um deles, mas apenas quatro servirão para determinar a classificação para decisão. Na final olímpica, somente os oitos melhores skatistas duelarão pelo pódio.

O primeiro Brasileiro a entrar na pista foi Felipe Gustavo. Nas duas primeiras voltas ele recebeu 8.49 e 7.24. respectivamente. Nas cinco manobras, no entanto, ele não foi bem. O skatista acumulou quedas e levou quatro notas zero. Somente na última ele acertou e recebeu um 9,02 e um total de 24.75 - ficou na 14ª posição geral e, portanto, fora da final.

"Foi um prazer, fui o primeiro skatista da história a dropar nos Jogos Olímpicos. Muito feliz de fazer parte da história do skate. Infelizmente não acertei a manobra que eu queria, está muito calor, mas estou feliz. É continuar treinando para a próxima competição", disse Felipe.

No segundo grupo, Kelvin Hoefler era o representante brasileiro na pista. Nas duas voltas ele somou 7,43 e 8,15, respectivamente. Nas manobras ele fez 8.81 na primeira, mas errou nas duas seguintes. Na quarta ele teve uma das maiores nota do dia: 9.23. O atleta ainda finalizou com um 8,50 e fechou com um total de 34.69, sendo único brasileiro a se classificar para a final na quarta colocação geral.

No último grupo, o terceiro brasileiro: Giovanni Vianna somou 7.22 e 7.10 nas duas voltas. Nas manobras, caiu na primeira tentativa e recebeu 7.57 na segunda. Ele voltou a cair na terceira, conseguiu 6.26 na quarta e finalizou com nova queda para somar 28.15 no total. A 12ª posição não foi o suficiente para leva-lo à decisão.

Confira todos os classificados para a final:

Aurelien Giraud (FRA) - 35,88
Jagger Eaton (EUA) - 35,07
Nyjah Huston (EUA) - 34,87
Kelvin Hoefler (BRA) - 34,69
Vincent Milou (FRA) - 34,36
Yuto Horigome (JAP) - 33,75
Angelo Caro Narvaez (PER) - 32,93
Gustavo Ribeiro (POR) - 32,66