PUBLICIDADE
Topo

No hipismo, João Victor vê vaga na final do adestramento distante

João Victor Marcari Oliva, filho de Hortência, durante prova do hipismo nas Olimpíadas - Alkis Konstantinidis/Reuters
João Victor Marcari Oliva, filho de Hortência, durante prova do hipismo nas Olimpíadas Imagem: Alkis Konstantinidis/Reuters

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/07/2021 12h05

Primeiro cavaleiro brasileiro a competir nas Olimpíadas de Tóquio, João Victor Marcari Oliva ficou mais distante de uma vaga na final do adestramento individual. O atleta, que é filho da ex-jogadora Hortência - destaque nos comentários -, realizou sua rotina ao som de Garota de Ipanema e terminou com 70.419 pontos

A pontuação atingida por João Victor foi melhor do que a que ele havia conseguido nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, em 2016, mas não deve ser suficiente para garantir um lugar entre os melhores.

Nesta prova, os cavaleiros foram separados em seis grupos - três se apresentaram hoje e três se apresentam amanhã, sendo que os dois melhores de cada chave avançam junto com os outros seis melhores pontuadores independentemente do grupo.

O brasileiro, que estava no Grupo A, ficou em quinto lugar na sua chave e não deve estar entre os seis melhores tempos que vão se juntar aos doze líderes e vice-líderes de cada grupo. Hoje, seis atletas garantiram vaga na final.

Confira os classificados:

  • Charlotte Fry (Grã-Bretanha) - 77.096
  • Therese Nilshagen (Suécia) - 75.140
  • Cathrine Dufour (Dinamarca) - 81.056
  • Edward Gal (Holanda) - 78.649
  • Jessica von Bredow-Werndl (Alemanha) - 84.379
  • Sabine Schut-Kery (Estados Unidos) - 78.416