PUBLICIDADE
Topo

Ex-companheira de equipe foi algoz de brasileira na esgrima nas Olimpíadas

Thiago Braga

Colaboração para o UOL, em São Paulo

24/07/2021 00h13

O sonho de Nathalie Moellhausen de conquistar uma medalha olímpica acabou logo em seu primeiro jogo nas Olimpíadas de Tóquio-2020. Coincidentemente, a algoz é uma velha conhecida de Nathalie e só fez melhorar seu retrospecto no histórico entre elas.

Nathalie e Rossella Fiamingo integraram a equipe de esgrima da Itália nas Olimpíadas de Londres, em 2012, quando a agora representante do Brasil ainda disputava competições por seu país natal.

Depois dos Jogos de Londres, descontente por ter perdido a vaga de titular na equipe justamente para Fiamingo, Nathalie resolveu tirar um tempo livre das competições. Quando decidiu voltar, em 2014, anunciou logo de cara que optaria por defender o Brasil, já que é filha de mãe brasileira.

Vestindo verde e amarelo, Nathalie atingiu os melhores resultados da carreira. No Rio de Janeiro, apesar de chegar às quartas de final, viu Fiamingo levar a prata para a Itália.

Em 2019, Nathalie deu a volta por cima e levou o título do Campeonato Mundial, realizado em Budapeste, na Hungria.

Apesar dos ótimos resultados nos últimos anos e de ser cabeça de chave número 3 do torneio olímpico, Nathalie deu azar e reencontrou a antiga companheira logo de cara. O retrospecto que jogava a favor de Fiamingo, foi mantido. Agora, em seis duelos entre as duas, a italiana venceu cinco.