PUBLICIDADE
Topo

Em Tóquio, Antony tem incentivo de torcedora 'amuleto' desde o São Paulo

Igor Siqueira

Do UOL, no Rio de Janeiro

23/07/2021 04h00

Quando Antony entrou em um dos quartos da concentração da seleção olímpica, em Yokohama, e se deparou com um rosto conhecido no monitor, logo falou: "Meu amuleto. Essa aí é meu amuletinho".

O sentimento do jogador é destinado a uma menina de 9 anos, que é como se fosse parte da família. Antony, de 21 anos, a conheceu quando ainda estava na base do São Paulo. Desde então, Larissa Martins se tornou xodó de uma geração inteira formada em Cotia e, via UOL Esporte, mandou um incentivo especial para Antony visando à caminhada nos Jogos de Tóquio.

"Eu queria falar o tanto que você é muito importante para mim, o tanto que você me dá muita força com as suas camisetas e com suas mensagens. Vou estar aqui torcendo e rezando muito por você nas Olimpíadas. Beijo, te amo muito", disse ela.

Antony, meia do Ajax e da seleção olímpica, ao lado de Larissa - Arquivo Pessoal - Arquivo Pessoal
Antony, meia do Ajax e da seleção olímpica, ao lado de Larissa
Imagem: Arquivo Pessoal

Fanática pelo São Paulo, Larissa teve o primeiro contato com o meia-atacante quando entrou em campo de mãos dadas com ele em um jogo das oitavas de final da Copa São Paulo de 2019, em Araraquara. À época, a menina estava carequinha por conta do tratamento contra um câncer no cérebro. A empatia foi instantânea, a ponto de o elenco inteiro disputar a final de cabeça raspada. Na hora de levantar a taça, lá estava Larissa, no colo de Antony.

A batalha contra a doença ainda não terminou para ela. Mas esse contexto apertou ainda mais o laço de amizade entre o jogador e a menina. Mesmo com Antony no Ajax, da Holanda, eles se falam constantemente. Em uma relação é de cumplicidade, um dá força ao outro. Tanto que ela fez questão de gravar o vídeo dando boa sorte ao jogador.

"Agradeço sempre pela torcida, pela força que ela tem. Por ser essa menina exemplar para muitas pessoas. Então, ela sabe o quanto eu amo ela, o quanto ela é importante para mim", disse Antony, via CBF TV, que gravou a reação do meia à mensagem.

Larissa gosta de fazer caixas decoradas, escrever em cadernos e já montou uma história sobre a amizade entre os dois em um deles. Foi o presente de aniversário dela para Antony em 2020, no mês que antecedeu a chegada da pandemia ao Brasil. O jogador, ao longo dos anos, tem retribuído com camisas, chamadas de vídeo e visitas durante as férias.

No Japão, Antony assistiu ao vídeo antes da estreia do Brasil contra a Alemanha. Foi um incentivo a mais para a boa atuação, sobretudo no primeiro tempo. Apesar de participar ativamente das investidas ofensivas da seleção olímpica, Antony não fez gol. Mas a comemoração tradicional já está no gatilho para as próximas oportunidades, numa referência ao filho e à pequena Larissa.

"Nas minhas comemorações, quando eu faço um 'L' não é só de Lorenzo. Ela está no meio. Essa mensagem me motiva mais, me dá mais força. Espero com meus companheiros conquistar coisas muito grandes. Devo muito a essa menina", completou o meia-atacante.

Antony faz o sinal característico de suas comemorações, a letra L - Reprodução - Reprodução
Antony faz o sinal característico de suas comemorações
Imagem: Reprodução

Ligação no aniversário

Durante as férias, Antony se encontrou com Larissa em São Paulo, antes de se apresentar à seleção olímpica. E levou Lorenzo, que fará dois anos em novembro. A "tia" Lari não perde a oportunidade de segurar o menino no colo desde quando ele tinha meses de vida.

Tanto Antony quanto Larissa fazem aniversário em fevereiro. A coincidência já rendeu até um vídeo protagonizado pelos dois nos tempos de São Paulo. Com Antony na Holanda, a festinha deste ano teve chamada de vídeo. No inverno europeu, o jogador tentou fazer um boneco de neve para Larissa e não foi muito hábil. Sincera, ela disse que Antony "precisava melhorar" e o resultado "nem parecia com um boneco". Arrancou risadas.

A relação de Larissa com outros jogadores do São Paulo que atuaram em 2019 ainda persiste. Petros, por exemplo, também estava online na festinha de aniversário. O goleiro Renan Ribeiro, atualmente no Sporting (POR), também visitou a torcedora durante as férias. Outros que ainda estão no clube paulista, como Rodrigo Nestor e Luan, já mandaram camisas para ela. No começo do mês, quando foi ao médico para um exame, Larissa recorreu a um objeto para ganhar confiança: agarrou-se à braçadeira que ganhou de presente do zagueiro Diego, capitão são-paulino na Copinha.

Em 2021, Larissa comemorou o título do Paulistão, primeira conquista do time profissional do São Paulo que ela viu na vida. Se o ouro olímpico vier para a seleção brasileira de Antony, a alegria será do tamanho do amor puro que ela mesma diz ter por ele.

Larissa, torcedora do São Paulo, posa com faixa de título paulista e presentes que já ganhou dos jogadores - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Larissa, torcedora do São Paulo, posa com faixa de título paulista e presentes que já ganhou dos jogadores
Imagem: Arquivo pessoal