PUBLICIDADE
Topo

Halterofilista se torna 1ª transgênero a se classificar para Olimpíada

Laurel Hubbard compete pela Nova Zelândia em abril de 2018 - Paul Childs/Reuters
Laurel Hubbard compete pela Nova Zelândia em abril de 2018 Imagem: Paul Childs/Reuters

Do UOL, em São Paulo

11/06/2021 21h31

A halterofilista Laurel Hubbard, da Nova Zelândia, se tornou a primeira atleta transgênero a conseguir vaga para os Jogos Olímpicos. A IWF (Federação Internacional de Levantamento de Peso) confirmou a classificação da neozelandesa para Tóquio em ranking divulgado hoje.

Laurel Hubbard, de 43 anos, compete na categoria +87kg do levantamento de peso. Ela é a atual número 7 do mundo.

Desde que fez a transição, em 2012, a atleta de 43 anos vem se destacando nas competições e já ganhou uma medalha de prata no mundial de 2017. A sua melhor marca total na carreira é 285kg (soma do arranco com o arremesso — duas provas do levantamento de peso).

Ela é elegível para competir nas Olimpíadas desde 2015, quando o COI emitiu novas diretrizes permitindo a qualquer atleta transgênero a competir como mulher, desde que seus níveis de testosterona estejam abaixo de 10 nanomoles por litro por pelo menos 12 meses antes de sua primeira competição.

A Olimpíada de Tóquio está prevista para começar em 23 de julho depois de ter sido adiada de 2020 para este ano devido à covid-19.