PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Anderson diz ter "muita lenha para queimar" e deixa aposentadoria em aberto

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

28/10/2020 14h49Atualizada em 30/10/2020 16h23

A três dias de enfrentar Uriah Hall, Anderson Silva não garante que o duelo será o último de sua carreira. Mesmo com o UFC promovendo o combate como sua despedida, o brasileiro deixa em aberto até a mesmo a possibilidade de fazer a outra luta que restará em seu contrato com a organização.

"Eu acho que pode ser que seja a última luta no UFC, sim, mas foi em comum acordo entre o Dana [White, presidente do UFC] e a gente. E vamos ver, pode ser que eu faça a outra luta que eu tenho no contrato, pode ser que não. Vamos ver, tudo pode acontecer", disse, durante entrevista coletiva hoje (28).

Questionado sobre o que restaria para tomar a decisão de se aposentar, Anderson afirmou que parará para pensar nisso apenas depois de enfrentar Uriah Hall. O brasileiro, no entanto, ressaltou que seu desejo é de continuar lutando.

"Depois da luta, provavelmente a gente vai ver as decisões que eu tenho que tomar em relação a continuar ou não. Mas o meu desejo é de continuar, com certeza. Mas vamos aguardar. O foco é o Uriah e, depois disso, a gente vai ver os próximos passos a tomar: conversar com o Dana, ver o que é viável, o que não é".

As especulações sobre a aposentadoria de Anderson Silva partiram de Dana White. Ao anunciar o duelo contra o Uriah Hall, o chefão do UFC disse que era um bom momento para o brasileiro parar. Em entrevista recente ao MMA Junkie, o próprio Anderson chegou a dizer que seria seu último duelo. Mas pouco tempo antes de voltar a subir no octógono, ele sente que ainda tem lenha para queimar.

"Da forma que a gente vem treinando, reagindo aos treinos e a toda a preparação física, acredito que ainda tenha bastante lenha para queimar", prosseguiu. Ele, porém, não soube dizer por mais quantos anos se vê lutando.

"O atleta tem essa coisa do tempo exato de ele parar, ele sabe a hora que ele tem que parar. Você pode acordar um dia e falar 'pô, quer saber? Não vou mais, quero parar'. Não tem um momento ideal, quando for para ser, vou sentir isso".

Anderson Silva e Uriah Hall farão a luta principal do evento deste sábado (31), que acontecerá em Las Vegas, nos Estados Unidos.

MMA