PUBLICIDADE
Topo

MMA


UFC: Como americano virou "fujão" após levar joelhada ilegal de brasileiro

Michel Pereira aplica joelha ilegal em Diego Sanchez - Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Michel Pereira aplica joelha ilegal em Diego Sanchez Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

19/02/2020 09h00

Diego Sanchez estava sendo derrotado por Michel Pereira quando o brasileiro acertou uma joelhada ilegal em sua testa. O corte que abriu jorrou sangue e fez o árbitro optar pelo encerramento do combate e a desclassificação de Pereira. Ainda assim, quem saiu com a imagem arranhada da luta foi o norte-americano.

O lutador passou a ser considerado "fujão" por dizer ao árbitro que não poderia continuar na luta por causa da joelhada ilegal. Nas redes sociais, os também lutadores do UFC Mike Rhodes e Derek Brunson apontaram que Sanchez já sabia que seria derrotado e usou o golpe ilegal como uma maneira de reverter uma situação perdida.

Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC via Getty Images

A estratégia foi admitida pelo próprio Sanchez. Em entrevista ao "MMA Junkie", o norte-americano disse ter tomado uma "decisão inteligente" ao perceber que não conseguiria vencer a luta caso ela fosse para a decisão dos jurados.

"Eu desisti? Não. Fui acertado com uma joelhada seríssima na cabeça. Sabia que estava perdendo por pontos, tinha consciência do que estava acontecendo. Tomei uma decisão inteligente, madura, porque sabia, independentemente do que aconteceria nos dois minutos restantes de luta, que o meu rosto estaria coberto de sangue, e a imagem estaria na cabeça dos juízes. Não teria mais nenhuma chance de vencer aquela luta. Eu desisti? Minha decisão foi tomada de forma a não me colocar em perigo, já que eu poderia ter me machucado ainda mais depois que aquele filho da p... me acertou uma joelhada ilegal quando eu estava abaixado no chão", explicou.

A explicação não foi suficiente para que Sanchez se livrasse das provocações. Em um post nas redes sociais, Michel Pereira disse que o norte-americano "entrou como galo e saiu como galinho".

A desclassificação de Pereira impediu que Sanchez acumulasse duas derrotas em sequência no UFC. Antes de enfrentar o brasileiro, ele havia perdido por decisão unânime dos jurados o confronto com Michael Chiesa, em julho do ano passado.

MMA