PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

McGregor, Weidman e St-Pierre: veja possíveis adversários de Anderson Silva

Anderson Silva no UFC 234 - Jon Roberts/ Ag Fight
Anderson Silva no UFC 234
Imagem: Jon Roberts/ Ag Fight

Do UOL, em São Paulo

13/02/2019 04h00

Anderson Silva saiu derrotado da luta contra Israel Adesanya, no UFC 234, no último domingo (10), em Melbourne (Austrália). Agora, o veterano de 43 anos tem mais duas lutas no contrato com o Ultimate e já pensa em um próximo rival. Abaixo, o UOL Esporte listou nomes que pediram para enfrentar o brasileiro, outros que foram pedidos do próprio Spider e até mesmo lutadores que fariam sentido em um hipotético duelo contra o ex-campeão dos médios.

Conor McGregor

Anderson Silva já vinha pedindo para enfrentar Conor McGregor antes mesmo do UFC 234. Impressionado com a apresentação do brasileiro mesmo com a derrota de domingo, o irlandês disse que "seria uma honra" enfrentá-lo, mas a ideia não agrada muito ao presidente do UFC, Dana White. Por isso, é difícil que o combate entre o ex-campeão dos médios e o ex-campeão dos leves aconteça.

"Anderson é um Artista Marcial muito astuto. Você só desenvolve esses métodos através de anos de difíceis experiências de lutas. Desempenho fenomenal. O veterano astuto. Grande respeito sempre. Seria uma honra!"

Nick Diaz

Nick Diaz - Steve Marcus/Getty Images/AFP - Steve Marcus/Getty Images/AFP
Imagem: Steve Marcus/Getty Images/AFP

Anderson já deixou clara sua intenção de lutar em Curitiba, cidade onde cresceu, no UFC 237, que ainda não foi oficializado, mas pode ser realizado no dia 11 de maio. O veterano brasileiro pediu para voltar a enfrentar Nick Díaz, que não se mostrou empolgado com o desafio. Os dois lutaram em 2015, e o Spider venceu na decisão dos juízes, mas a luta ficou sem resultado depois que Anderson foi pego no exame antidoping.

Chris Weidman

Mais um nome que pode voltar a enfrentar Anderson Silva é Chris Weidman. O norte-americano publicou uma foto em que encara Anderson de frente e acrescentou um 'emoji' pensativo, como quem analisa a possibilidade de encarar Silva novamente. Anderson e Chris já se enfrentaram duas vezes em lutas simbólicas, ambas em 2013. Na primeira delas, o americano chocou o mundo ao nocautear o Spider e encerrar o reinado do brasileiro no Ultimate. Cinco meses depois, em dezembro do mesmo ano, Silva fraturou a perna após aplicar um chute em Weidman e sofreu o segundo revés para o atleta.

A post shared by Chris Weidman (@chrisweidman) on

Vitor Belfort

Vitor Belfort - AP/Julie Jacobson - AP/Julie Jacobson
Imagem: AP/Julie Jacobson

Vitor Belfort se aposentou do MMA no ano passado, mas há pouco tempo já surgiram rumores sobre uma possível volta. O "Fenômeno" fez parte de uma das lutas mais marcantes da carreira de Anderson Silva, que venceu por nocaute com um chute frontal em 2011. Um retorno de Belfort para reviver o duelo de oito anos atrás não seria má ideia.

Uriah Hall

Uriah Hall - Quinn Rooney/Getty Images - Quinn Rooney/Getty Images
Imagem: Quinn Rooney/Getty Images

Os dois iriam se enfrentar no UFC 198, em maio de 2016, em Curitiba, mas o brasileiro descobriu uma inflamação da vesícula biliar e foi retirado do card. A luta não foi reagendada desde então, mas ambos estão em situação semelhante no ranking dos médios: Uriah Hall é o 13º, enquanto Anderson fecha a lista na 15ª posição. O jamaicano vem de vitória contra Bevon Lewis no fim do ano passado.  

Brad Tavares

Brad Tavares - Rigel Salazar - Rigel Salazar
Imagem: Rigel Salazar

Anderson Silva e Brad Tavares dividem uma particularidade: os dois perderam para Israel Adesanya na decisão dos juízes na última vez que entraram no octógono. O brasileiro foi derrotado no último fim de semana, e o americano acabou superado em julho do ano passado. Tavares ocupa a 10ª colocação do ranking e se recupera de fratura no braço. 

Georges St-Pierre

St-Pierre - Mike Stobe/Getty Images - Mike Stobe/Getty Images
Imagem: Mike Stobe/Getty Images

Uma superluta que nunca saiu do papel. Ao longo dos anos, Anderson Silva e Georges St-Pierre ouviram muitos pedidos para um duelo entre o então dono do cinturão dos médios contra o campeão dos meio-médios na época. O canadense ficou quatro anos parado, voltou no fim de 2017 e conquistou o cinturão dos médios, mas nunca mais lutou. Agora, ele poderia finalmente fazer o duelo contra o Spider e trazer novos atrativos para os veteranos.
 

MMA