PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

'Quase' aposentado, José Aldo mantém rotina antes de evento em Fortaleza

José Aldo se prepara para nova luta - Reprodução / Instagram
José Aldo se prepara para nova luta Imagem: Reprodução / Instagram

Marcel Rizzo

Do UOL, em Fortaleza

31/01/2019 15h47

"Não, não, não". Os três nãos de José Aldo aparecem quando perguntado se está mais relaxado na preparação para a luta contra Renato Moicano, que será realizada sábado (2), no UFC Fight Night em Fortaleza (CE). Duas vezes campeão do peso pena, Aldo anunciou que 2019, aos 32 anos, será seu último ano no MMA. Restam três lutas a fazer de seu contrato com o UFC, a primeira delas contra Moicano.

"Acho que aumenta cada vez mais a pressão, sabe por quê? Porque todo mundo acha que vou chegar só para cumprir tabela. Quero terminar bem, vencer e lutar bem. Ideia é deixar uma ótima impressão e sair por cima", disse Aldo já em Fortaleza. 

A preparação, portanto, segue a mesma. Rituais também. Aldo, por exemplo, dorme até tarde, e manteve isso na capital do Ceará. O media day (dia da mídia) com vários lutadores do evento de sábado começou 11h30 desta quinta (31), e ele contou que acordara minutos antes. Alimentação, hidratação, rotina de treinos, tudo segue igual mesmo sendo o último ano, pelo menos no MMA. "Para mim tudo tem começo, meio e fim. E isso é o fim. Quero ter experiência em outros esportes", disse Aldo, um dos grandes lutadores de MMA da história do Brasil.

Ele não revelou quais esportes pretende praticar, disse que só contará ao fim de seu contrato com o UFC, mas nos últimos anos Aldo andou se aventurando no futevôlei, modalidade que começa a ganhar ares de profissionalismo, principalmente no Rio de Janeiro. 

Curiosamente, apesar de ter anunciado que pretende parar, uma vitória de Aldo sobre Moicano deve credenciá-lo a brigar pelo cinturão dos penas. A categoria tem algumas definições a serem feitas em breve: o atual campeão, Max Holloway, pode mudar de peso. O número 1 do ranking, Brian Ortega, já venceu Renato Moicano (5º no ranking), rival de Aldo (2º no ranking). Portanto há quem aposte que, vencendo Moicano, Aldo pode disputar o cinturão ainda antes de se aposentar. E para ele seria perfeito.

"Esse seria o melhor cenário, o que sempre imaginei. Terminar sendo campeão. Mas quero me preparar para essa luta, finalizar o quanto antes. Esse é o meu desejo, sei que a vitória me aproxima do cinturão", disse Aldo, que também sonha com o rival ideal para sua despedida. Quem pensou em Conor McGregor, que tirou seu cinturão em dezembro de 2015, errou. 

"O McGregor passou várias pela minha cabeça, enfrentá-lo novamente. Mas isso é coisa do passado, está no peso leve. O Holloway foi bem dominante nas lutas comigo, por isso um cara que eu queria era o Holloway", afirmou Aldo. 

A luta entre José Aldo e Renato Moicano, pelo peso pena, será o co-evento principal do UFC Fight Night de Fortaleza. A luta principal será também entre dois brasileiros, Raphael Assunção e Marlon Moraes, pelo peso galo. Quem vencer deve se credenciar pela disputa do cinturão. 

MMA