PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Norte-americano relata xingamentos de Lyoto e critica possível punição

Colby Covington provoca torcida após vencer Demian Maia - Leandro Bernardes/Framephoto
Colby Covington provoca torcida após vencer Demian Maia Imagem: Leandro Bernardes/Framephoto

Do UOL, em São Paulo

30/10/2017 10h16

Depois de derrotar o brasileiro Demian Maia no UFC São Paulo no final de semana, o americano Colby Covington explicou as provocações que fez ao Brasil na última semana, antes de sua luta, contou que ouviu xingamentos de Lyoto Machida e ainda definiu como “ridículo” uma possível punição por atacar o país.

O ataque ao norte-americano aconteceu depois de Colby Covington dizer que o Brasil era cheio de “animais imundos”. Depois da luta ele se explicou dizendo que tudo era uma provocação típica das lutas de UFC.

“Quando eu saí da luta, havia muitos brasileiros nervosos comigo. Todos os lutadores brasileiros estavam me xingando e falando que iam me matar. Até o Lyoto Machida falou. Ele disse que eu desrespeitei o Brasil e me xingou. Eu pensei: por que ele estava preocupado comigo sendo que lutaria logo depois”, brincou o norte-americano em entrevista ao site MMA Uno.

Covington ainda disse que deixou o local logo depois da luta sem participar da coletiva de imprensa por “questão de segurança”. “O UFC estava com medo pela minha segurança e voltamos rápido ao hotel com os seguranças. Eu tinha que voltar e ficar no meu quarto”.

O lutador também descartou que vá ser punido, definindo a ideia como “ridícula”.

“Eu acho ridículo. Eu não posso nem acreditar que estamos falando disso. Sonnen e Conor McGregor sempre falam coisas assim. Eles falam coisas homofóbicas e até racistas e eu não falei coisas assim”, comentou.

MMA