PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Atleta do Corinthians atropela rival no card preliminar do UFC São Paulo

Marcelo Golm desfere soco em Christian Colombo durante luta no UFC São Paulo - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Marcelo Golm desfere soco em Christian Colombo durante luta no UFC São Paulo Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Brunno Carvalho

Do UOL, em São Paulo

28/10/2017 22h03Atualizada em 29/10/2017 03h13

Marcelo Golm precisou de pouco mais de dois minutos para estrear em grande estilo no UFC. Integrante do primeiro combate da noite do UFC São Paulo, neste sábado (28), o atleta do Corinthians não tomou conhecimento do veterano Christian Colombo e venceu por finalização.

Desde o início do combate Golm partiu para cima de Colombo. Com o adversário próximo à grade, o brasileiro acertou uma saraivada de socos que deixou o adversário grogue. Na sequência, conseguiu a queda e caiu em posição de montada. A partir daí uma sequência de socos foi desferida pelo brasileiro até que o pescoço do dinamarquês ficasse livre para a finalização, o que aconteceu logo após.

Golm faz parte do projeto do Corinthians iniciado em 2011 por causa de Anderson Silva. Até 2013, o clube paulista patrocinou o ex-campeão dos médios e montou uma estrutura no Parque São Jorge para recebê-lo.

Em entrevista ainda no octógono, o brasileiro já falou em disputar o cinturão dos pesos-pesados do UFC. “Quero agradecer a todo mundo de São Paulo, obrigado pela torcida e espero que vocês tenham gostado da luta. Meu sonho é ser campeão do UFC. Sei que eu acabei de chegar, mas é o meu sonho e vou chegar lá”.

Após a segunda derrota consecutiva de Christian Colombo, chegou a ser anunciado que o dinamarquês estaria se aposentando do MMA. Em entrevista ainda no ginásio do Ibirapuera, contudo, Colombo afirmou que seguirá no esporte. Ele conta com um cartel de oito vitórias, três derrotas e um empate.

Campeão do TUF brilha novamente no Ibirapuera

Antônio Cara de Sapato finaliza Jack Marshman no UFC São Paulo - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

A volta de Antonio Cara de Sapato ao palco que o consagrou há três anos foi presenteada com um ensurdecedor apoio da torcida. Campeão do TUF Brasil 3 no mesmo ginásio do Ibirapuera, o paraibano contou com apoio maciço da torcida em sua vitória sobre o britânico Jack Marshman, na penúltima luta do card preliminar do UFC São Paulo.

Entrando ao som da animada “Let’s Twist Again”, Cara de Sapato levantou o público no primeiro instante em que pisou no octógono. Com a luta rolando, a torcida se dividia entre gritar “Sapato, Sapato” e “uh, vai morrer”.

E Cara de Sapato respondeu ao apoio de maneira impecável. Logo no início da luta, o especialista em jiu-jitsu levou a luta para o chão. No lugar que mais gosta de lutar, passou para a montada e começou a desferir socos no rosto de Marshman. Ao atingir as costas do adversário, precisou de pouco tempo para conseguir a finalização e somar sua quarta vitória seguida no UFC.

“Aqui em São Paulo eu estou em casa. Eu tenho grandes memórias desse lugar, foi aqui que conquistei o TUF e vou levar a torcida de vocês onde quer que eu vá. Esse é o meu povo. Eu amo vocês. Vocês são demais.”, disse Cara de Sapato em entrevista a Daniel Cormier ainda no octógono.

Trocação franca faz Ibirapuera explodir

Elizeu Capoeira acerta soco em Max Griffin durante duelo no UFC São Paulo - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images - Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images
Imagem: Josh Hedges/Zuffa LLC/Zuffa LLC via Getty Images

Nenhuma luta do card preliminar levantou mais o público presente no ginásio do Ibirapuera do que o duelo entre Elizeu Capoeira e Max Griffin. Em um primeiro round extremamente movimentado e recheado de trocação franca, os torcedores deliravam a cada que o brasileiro conectava em cheio no rosto do rival.

Em uma das sequências, “Capoeira” deixou o adversário grogue e caminhava para o nocaute quando o gongo soou – a torcida não percebeu e foi ao delírio com o que pensava ser a vitória do anfitrião.

Nem mesmo quando o jogo virou o público desanimou. Na metade do segundo round, o norte-americano acertou um forte cruzado de direita em cheio no rosto do brasileiro, que foi ao chão. Neste momento, os torcedores se dividiam em um misto de susto e empolgação.

Quando o gongo soou para o final do terceiro e último round, o público presenteou os dois lutadores com uma sequência de aplausos e assovios. Elizeu Capoeira se saiu vencedor do combate por decisão unânime dos jurados: 29-28, 29-27 e 29-28.

Confira os resultados das lutas do UFC São Paulo:

Card Principal

Derek Brunson nocauteou Lyoto Machida aos 2min30 do primeiro round
Colby Covington venceu Demian Maia por decisão unânime (29-27, 30-27 e 30-26)
Pedro Munhoz finalizou Rob Font aos 4min03 do primeiro round
Francisco Massaranduba venceu Jim Miller por decisão unânime (triplo 29-28)
Thiago Marreta nocauteou Jack Hermansson aos 4min59 do primeiro round
John Lineker venceu Marlon Vera por decisão unânime (30-27, 29-28 e 29-28)

Card Preliminar

Vicente Luque finalizou Niko Price aos 4min08 do segundo round
Antônio Cara de Sapato finalizou Jack Marshman aos 4min30 do primeiro round
Jared Gordon venceu Hacran Dias por decisão unânime (29-26, 29-27 e 30-26)
Elizeu Capoeira venceu Max Griffin por decisão unânime (29-26, 29-27 e 30-26)
Deiveson Figueiredo venceu Jarred Brooks por decisão dividida (27-30, 29-28 e 29-28)
Marcelo Golm finalizou Christian Colombo aos 2min08 do primeiro round

MMA