PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

Gadelha domina americana no UFC SP e se recupera de derrota para campeã

Danilo Lavieri e Jorge Corrêa

Do UOL, em São Paulo

20/11/2016 02h14

Em sua primeira luta depois de deixar a academia Nova União e ir treinar nos Estados Unidos, Claudia Gadelha não teve problemas no card principal do UFC São Paulo para dominar e vencer a norte-americana Courtney Casey por pontos, recuperando-se da derrota para a campeã peso palha feminino Joanna Jedrzejczyk em julho passado. Agora, ela tem uma carreira de 16 lutas e 14 vitórias - suas duas únicas derrotas foram para a polonesa dona do cinturão.

"Queria agradecer todo mundo que está aqui. Eu fui treinar lá fora porque precisava, para poder melhorar, mas queria estar lutando por vocês", disse a brasileira, nitidamente emocionada, ainda no octógono. "Eu não estou feliz com essa luta, mas queria lutar aqui no Brasil. O que eu queria era pegar alguém mais bem ranqueado. Queria agradecer à Courtney por ter aceitado lutar aqui, mas meu lugar é o topo dessa categoria e eu quero o cinturão de qualquer jeito."

A luta - Claudinha começou tomando a iniciativa com golpes longos, principalmente com cruzados. A americana preferia o contra-ataque. A luta ficou mais aberta a partir do segundo minuto, quando Casey passou a andar para frente para atacar. Bom para a brasileira, que acertava bons golpes e conseguiu por para baixo. No chão, Gadelha não desenvolveu muito seu ground and pound.

O segundo round teve mais estudo em seu início, mas foi a vez de Courtney atacar com mais eficiência nos primeiros minutos. Claudia levava vantagem nos momentos de trocação aberta e com uma de suas especialidades: as quedas.

No período final, o round começava tranquilo para a brasileira, que logo conseguiu uma queda. Mas com cerca de 1min30, Gadelha quase acertou um chute na cabeça da americana, com ela levantando, mas o golpe pegou de raspão Mesmo assim, Casey valorizou o lance e ganhou tempo para respirar.

Com o combate em pé novamente, Claudinha empolgou com boas sequência e boas quedas, que lhe garantiram a tranquila vitória por pontos, em decisão unânime dos juízes.

MMA