PUBLICIDADE
Topo

MMA


MMA

McGregor se diz "dono de Nova York" e afirma que vale R$ 13 bilhões ao UFC

Reprodução / Youtube
Imagem: Reprodução / Youtube

Do UOL, em São Paulo

27/09/2016 19h43

A estrela do UFC Conor McGregor estava atacado na entrevista de apresentação do UFC 205, evento que será histórico para a organização, o primeiro em Nova York depois de duas décadas de disputa política para que o MMA voltasse ao estado norte-americano. O irlandês, nesta terça-feira (27), foi aplaudido e vaiado pelo público presente, disse ser o "dono de Nova York", afirmou que vale R$ 13 bilhões para a franquia e, é claro, discutiu com seu próximo adversário, Eddie Álvarez, dos Estados Unidos.

A primeira pergunta para McGregor foi justamente sobre seu valor para a franquia. Ele respondeu sem pensar muito e aos gritos: "O quanto eu valho? 4,2 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 13 bi)!", bradou o falastrão, fazendo referência ao preço pelo qual o UFC foi vendido pelos irmãos Fertitta a um grupo chinês.

Antes disso, na fala inicial de Dana White, Conor já havia sido aplaudido pelas pessoas presentes no Madison Square Garden, que será o palco das lutas do dia 12 de novembro de 2016. O apoio do público aumentava a cada palhaçada do astro. Foi vaiado, no entanto, quando disse que os irlandeses "construíram Nova York", e lutaria pelo seu povo. "Eu sou o dono de Nova York", falou. E, ironicamente, acrescentou: "Olha só, estou sendo vaiado... que coisa!"

Como não poderia ser diferente, McGregor também atacou seu próximo rival, Eddie Álvarez. O duelo valerá o cinturão dos pesos leves - o irlandês já é campeão regular dos penas. Conor, a bem da verdade, começou elogiando o adversário, mas Álvarez o interrompeu: "Tome cuidado com o que vai dizer", disse o norte-americano.

Foi quando a estrela "se soltou": "O que você vai fazer? Não vai fazer nada. Sou o dono de tudo isso aqui e vou nocautear você em um round", disse. "É a última luta que você terá, seu último contrato. Você pegará um bom dinheiro, porque a luta é comigo, mas acabou. É um dinheiro fácil para mim".

"É isso que vai acontecer: você vai tentar me bater, mas eu vou te bater de onde eu quiser. Você vai sentir meus chutes, meus socos... Vou acabar com você", afirmou. 

Card do evento

Com a maioria das lutas anunciadas desde a última segunda-feira, restou ao UFC anunciar apenas um duelo na entrevista: Michael Johnson x Khabib Nurmagomedov, pelos pesos leves. Confira o card do evento:

  • Peso leve: Eddie Alvarez x Conor McGregor
  • Peso meio-médio: Tyron Woodley x Stephen Thompson
  • Peso palha: Joanna Jedrzejczyk x Karolina Kowalkiewicz
  • Peso pena: Michael Johnson x Khabib Nurmagomedov
  • Peso médio: Chris Weidman x Yoel Romero
  • Peso meio médio: Donald Cerrone x Kelvin Gastelum
  • Peso pena: Frankie Edgar x Jeremy Stephens
  • Peso galo: Miesha Tate x Raquel Pennington
  • Peso médio: Tim Kennedy x Rashad Evans
  • Peso médio: Tim Boetsch x Rafael Natal
  • Peso galo:  Katlyn Chookagian x Liz Carmouche
  • Peso leve: Jim Miller x Thiago Pitbull
  • Peso meio-médio: Lyman Good x Belal Muhammad

MMA